A multa absurda de Luxemburgo



minha coluna publicada na edição desta quarta-feira, 1 de fevereiro,  no diário LANCE!

 

O Flamengo entra em campo hoje decidindo o seu destino na Libertadores e, muito provavelmente, o destino de seu técnico.

Desgastado e às turras com diretoria e alguns jogadores,Vanderlei Luxemburgo está na corda bamba, mas já avisou quenão pedirá demissão. E, talvez, seja exatamente isso o que ainda segura o treinador na Gávea. Porque se for mandado embora, Luxa terá areceber do Flamengo cerca de R$ 3 milhões de multa contratual.O Flamengo se encontra, então, em uma situação de difícil solução para um clube que iniciou o ano com seríssimos problemas de “fluxo de caixa”, uma forma de aliviar a expressão mais clara: “falta de grana”.

E escancara mais uma trapa-lhada da atual administração, que,sabe-se lá como, topou fazer umcontrato com uma multa escandalosamente alta, ainda mais para um técnico que há anos não apresenta um trabalho relevante. Basta lembrar que o último ato dele como treinador antes de assumir o Fla foi quase ter rebaixado o Atlético Mineiro no Brasileiro. Saiu do clube antes disso.

Para efeito de comparação: Abel Braga não em multa contratual no Fluminense nem Oswaldo de Oliveira no Botafogo. Leão, que nos últimos anos teve trajetória ainda mais tímida do que a de Luxemburgo, assumiu o São Paulo por um salário bem distante do que o professor ganha no Flamengo. E seu contrato não prevê multa contratual.

Muricy Ramalho tem multa de quase R$ 4milhões no Santos. A questão é que ele é o treinador brasileiro mais badalado da atualidade.

Luxemburgo está no seu papel:colocou seu preço e achou quem pague. Não há dúvida sobre a história do treinador, campeão brasileiro cinco vezes e outras tantas em Estaduais pelo Brasil afora, além de experiência no futebol europeu.

A questão é analisar o quanto Luxemburgo vale hoje. A diretoria rubro-negra topou assinar um contrato com uma multa contratual fora do que é a realidade do treinador atualmente. Se quiser se livrar do Luxemburgo atual, vai ter de pagar pelo que ele um dia já foi.



MaisRecentes

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo

O intervalo que mudou tudo



Continue Lendo