Falta a voz da arquibancada para o #forateixeira



Os protestos contra Ricardo Teixeira começaram timidamente na internet, em redes sociais. E não há dúvida de que, naquele espaço, no fim das contas acabou sendo um sucesso. Variações da hashtag #foraricardoteixeira  atingiram os Trend Topics do Brasil (lista dos termos mais citados do Twitter) e o assunto indiscutivelmente pegou.

Mas isto foi só um primeiro passo e, convenhamos, muito simples de ser dado: uma conta no twitter, acesso à internet, cinco segundos de disposição e qualquer um escreve #foraricardoteixeira. Até quem não está muito aí para o que acontece fora do campo de jogo.

O segundo passo já foi bem mais difícil, que era mobilizar às pessoas nas ruas. O sucesso da empreitada foi bem mais modesto. Algumas pessoas se reuniram no Rio de Janeiro no dia do sorteio da Copa do Mundo, mas o protesto foi inflado por manifestações de todo tipo: pelos professores, contra o governo, etc… Ainda assim, rendeu destaque na imprensa. O mesmo em São Paulo na semana passada.

Claro que não era de se esperar que o Brasil se mobilizasse em torno deste tema. Outros, muito mais relevantes, são deixados de lado pela sociedade brasileira. Portanto, apesar da adesão tímida, foi uma vitória modesta, de 1 a 0.

Mas ainda há um território a ser explorado: o estádio de futebol, o mais importante do ponto de vista de repercussão. Ainda não tivemos uma manifestação organizada nas arenas, onde o torcedor expõe seus sentimentos e a voz ecoa mais fortemente.

Uma coisa é reunir 300 pessoas no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Outra, bem mais impactante, é ouvir todos os estádios do Brasil onde tiver bola rolando na Série A em um domingo, o grito unido de todas as torcidas. É neste momento é que o coro ganha força.

Está marcada para a última rodada do primeiro turno do Brasileiro um protesto contra Ricardo Teixeira nestes moldes. Rodada importante, com vários clássicos regionais.Será hora de avaliar o verdadeiro potencial do movimento #foraricardoteixeira.



MaisRecentes

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo

Vai começar uma nova Copa



Continue Lendo