Paixão pela Seleção x Paixão pelo clube



Os torcedores chorando no Monumental de Nuñes e pelas ruas de Buenos Aires pelo rebaixamento do River no fim de semana são históricas. Daquelas que vão passar na TV sempre que algum gigante for rebaixado.

A tragédia de um dos times mais tradicionais do mundo na mesma semana em que uma das mais promissoras seleções argentinas dos últimos anos disputa uma Copa América em casa força a uma comparação: a paixão que o clube desperta no torcedor é diferente da paixão pela seleção nacional.

Pelos relatos vindos da Argentina, o assunto futebolístico dominante no país ainda é o rebaixamento do River. Mesmo com Messi, Tevez e companhia treinando no país, algo raríssimo em tempos de globalização.

Isso se explica pelo fato de que a paixão pelo clube é única. E são vários os motivos.

O primeiro é que é um sentimento genuíno, que ninguém impõe, embora pais espertos possam influenciar por este ou aquele time quando o torcedor ainda é uma criança.

A alegria de uma vitória do clube do coração ou a tristeza pela derrota são sensações especiais. O clube tem vida dentro do apaixonado por ele, o humor do sujeito varia conforme o desempenho do fim de semana.

O segundo motivo é a o distanciamento das seleções nacionais de seus torcedores nos dias atuais. Exceto em Copas do Mundo, em que todos se vestem com as cores do país e não há outro evento esportivo concorrente, o fato é que torcedores encaram seus times nacionais com uma certa indiferença neste intervalo de quatro anos.

A exceção é a Eurocopa, quase que uma minicopa do mundo e que toma conta do Velho Continente.

E por fim a globalização, que mudou um pouco o sentido patriótico nas pessoas.

Hoje, com o mundo conectado, as diferenças entre países são cada vez menores, em que pese questões culturais arraigadas firmes.

Assim, nos restou a paixão única e intocada pelos nossos clubes. Não há globalização ou momento ruim que nos tire este sentimento. As cenas após o rebaixamento do River Plate mostram bem isso.



  • Allan Ferracioli

    ta tendo a maior discussão no diário olé… é a rivalidade Brasil x Argentina .. deem uma olhada:

    http://www.ole.com.ar/copa-america/brasil/Scratch-gusto-amargo_0_510549224.html

  • ANDRE DIAS

    Negócios nebulosos: o Imperador, o Presidente e o Treinador
    4 de julho de 2011

    Mano Menezes e Sandro Rossel

    Mano Menezes e Sandro Rossel

    A indecente aparição de Sandro Rossel, presidente do Barcelona, no ambiente da Seleção Brasileira, demonstra claramente como funcionam as coisas na CBF.

    Ricardo Teixera encontrou em Mano Menezes o treinador ideal para que negócios sejam feitos sem nenhum tipo de problema.

    Até porque, todos recebem por lá, sem o menor pudor.

    Segundo o jornal AS, da Espanha, a intenção do mandatário do Barça era a de observar Thiago Silva e André Santos.

    Nem precisamos dizer que são atletas agenciados pela turma do treinador.

    Enquanto o torcedor brasileiro continua iludido pela possibilidade de Neymar e Ganso fazerem parte de uma equipe histórica, aquele que devia comandá-los tem preocupações, digamos, mais pessoais.

    Não é a toa que a constelação sucumbiu ao primeiro obstáculo que teve pela frente, e nem era uma equipe ao menos média do futebol mundial.

    Os atletas não são trouxas, e, por mais que obedeçam aos comandos superiores, nunca terão respeito por quem se porta publicamente diferente do que faz nos bastidores.

    carlos leite vai ficar rico com a seleçao.

  • Mario

    Eu não dou a mínima para seleção brasileira. Só em copa do mundo ,como o Tirone falou.

    Essa Copa America quem leva é a Argentina.

  • Andre Luiz P.Bitencourt

    Olha amor pelo clube sim ,mas com cautela porque nem os clubes estao sendo dirigidos por amor e sim pelo capitalismo ou seja pelo dinheiro , e nem pensar nos torcedores dos clubes ,enquanto que a seleçao na verdade acabou a paixao e virou balcao de negocios de empresarios de jogadores .

  • Seleção da CBF hoje em dia sem chance de torcer!!! Mafioso Ricardo Teixeira só enchendo bolso.
    Prefiro mil vezes um jogo do XV de Piracicaba ou MAC a ver esse bando de mercenários. Em Copa do mundo ainda dá pra ver só pelas cervejinhas e pelas gatas que não entendem nada mais aparecem de verde e amarelo.
    Seleção da CBF = roubalheira e armações!!!

  • Eu sou Mil vezes meu Palmeiras do que a seleçaoo @kleberéseleçao ai sim eu torcerei pela a amarelinha

  • milton

    concordo com tudo o que foi escrito, desde a nota desse artigo até os comentários, parabéns a todos.

  • Johnny

    Eu comemoro mil vezes mais um gol de São Paulo x Gremio Prudente do que um gol de Brasil x Alemanha (e me refiro à final de 2002). A seleção morreu depois que telê saiu de lá em 1986. Desde então, salvo talentos individuais, apresenta um futebol feio e que nao tem absolutamente nada de diferenciado. Nossa seleção é suja, temos um presidente sujo e que só faz sujeira.

  • NAO TEM UM JOGADOR CONVOCADO PARA SELEÇAO E AINDA FICAM DANDO UMA DE BABACA SE LICA AI CARA JOGARAM CONTRA O JUVENIL COM O ROGERIO CENI PARA TER RENDA E AINDA ESTAO ALEGRES EI TURMA ALEGRE NE

  • herrera

    Um milhão de vezes cer o MAIOR TIME DO MUNDO DE TODOS OS TEMPOS, O imenso Santos, que essa merda de seleção

  • herrera

    Na europa liga dos campeões já mais importante, pra eles, do que os jogos pelas saus respectivas seleções

  • herrera

    Quem é torcedor de verdade não está nem ai para essa porcaria de seleção, que só serve para os safados aparecerem e serem valorizados com o intuito claro de ir a um grande clube europeu. Os clubes que arcam com os altos salários dos jogadores, por muitas vezes, os perdem para essa porcaria e, em virtude disso, os perdem para os clubes europeus. Haja visto o assédio dos clubes do velho continente, principalmente nessa merda de copa américa. Os clubes são infinitamente superiores à essa nefasta seleção comandada pelo safado do R. Teixeira.

  • sandro fla

    A muito tempo fico mais ancioso em ver os jogos do Flamengo do que o da Seleção. Isso é triste, mas é verdade. As respostas hoje são influenciadas pelo que estamos vendo nos noticiarios sobre os mandatários do futebol nacional.
    O povo não é mais manipulável como a 20 anos atras!

  • N to falando quando o cara n tem assunto fica postando merda no microblog…
    AMIGOOOOOOOO
    SO TIMAO ATE MORRERRR

    SELEÇAO É FATO O TIMAO É A REALIDADE……! SE LIGA ESQUECE seleçao brasileira TINHA Q FAZER A COPA DO MUNDO INTERCLUBES SERIA MUITO MAIS INTERESSANTE E TERIA MUITO MAIS EMOÇAO……!

  • marcelinho7

    Falta de assunto hein !!!! Já foram ditas e escrita diversas vezes que o que sentimos pelo clube não se compara com o sentimento pela seleção nacional , vai chegar uma época que nem pra copa do mundo vamos ligar tanto , ou seja se der vamos asistir , mas não faremos questão.Poe exemplo se jogar a seleção nacional e o clube pra quem tu achas que vamos torcer…???

  • naamãm martins de oliveira

    Eu trocaria dez camisas da Seleção por uma do Santos,eu sempre digo lá no emprego que a minha seleção joga de Branco e não de amarelo, porque eu acho que a seleção está distante do povo nossos craques querem fazer carreira na Europa, nossa mídia apóia, nossos clubes estão quebrados e a CBF não faz nada para ajudar os clubes a segurarem os jogadores aqui então para nós torcedores resta só torcer pelo escudo do clube pois esse não vai embora.

  • paulo morais

    PAIXÃO PELA SELEÇÃO!!!!!!!!!!!!!!
    FALA SÉRIO!!!!!! TORCER PARA A SELEÇÃO É O MESMO QUE TORCER PARA O RICARDO TEIXEIRA CONTINUAR A FAZER SUAS BARBARIDADES COMO SE FOSSE UM DITADOR. ENQUANTO ELE ESTIVER NO PODER É IMPOSSÍVEL TORCER PARA O BRASIL….

  • Cristiano José

    Minha Resposta é Flamengo >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Seleção

    o time da CBF q entra em campo é horrivel, jogadores q são reservas em seus clubes ou sem prestigio nenhum, são titulares, jogadores que so jogam com nome, seleção pra mim é momento, se o cara ta bem, tem q ta lá, exemplo: O Leó ta jogando muito mais bola q o André Santos hj, mas quem ta na Seleção?

  • henry

    eu sou são paulino

    e prefiro ver o sampa do q a seleção brasileira…

    e alias mta gente q eu conheço tambem prefere ver seu time jogando do q a seleção

  • Pelodan

    Mais um fator, importantíssimo pra mim, é o futebol horrível que a seleção Brasileira apresenta desde 1990, não é mais aquele futebol apaixonante e envolvente que sempre nos caracterizou, lembro bem daquela fatídica tragédia em 1982, não importa o que falem, à partir daquela derrota e depois da de 1986, começou o declínio daquele futebol da seleção Brasileira que apaixonou o Mundo, hoje jogamos um futebolzinho de “resultado” que na verdade só agrada ao Galvão Bueno e quem gosta de futebol feio, trocaria os dois últimos títulos de 1994 e 2002 por aquele de 1982, o que faria o público Brasileiro amar a Seleção como Antes ??? As minhas esperanças estão em Neymar, Ganso, Thiago Silva, Pato …. nossa nova geração. Grande abraço, parabéns pelo belo trabalho e SRN.

  • Vejo como principal diferença a questão do contato com o anti-adepto, o torcedor rival, que está muito mais próximo e faz do processo de rivalidade o principal combustível da paixão pelo clube. Esse tipo de coisa não ocorre tanto entre os países, o que torna muito mais morna a paixão pela seleção. Não consigo enxergar a globalização como um fator que seja muito significativo.

MaisRecentes

Futebol ofensivo: todos querem, poucos praticam



Continue Lendo

Segue a tempestade no São Paulo



Continue Lendo

Lições do Brasileirão



Continue Lendo