O fim das comemorações de gol



Na Copa de 82, duas comemorações de gol ficaram para a história: Falcão ao fazer o gol de empate contra a Itália nas quartas de final e Tardelli ao fazer o segundo gol italiano contra a Alemanha na final.

Momentos únicos de fibra, alegria, incredulidade… difícil descrever. Melhor é ir no Youtube e achar. E cada vez mais teremos que recorrer ao Youtube atrás de uma comemoração de gol emocionante. Porque elas estão desaparecendo.

Atualmente, há basicamente quatro maneiras de se comemorar no Brasil, escolha a sua: 1) bonde de alguma coisa; 2) mão em formato de coração; 3) Dancinha com os cotovelos; 4) João Sorrisão.

Escrevo esta coluna no exato momento em que olho para a TV e vejo a espetacular comemoração do gol de Júnior na final do Brasileiro de 92 contra o Botafogo. Aos 37 anos, pulando como uma criança. Emociona cada vez que se assiste.

Outro dia, uma comemoração fugiu do padrão. O vascaíno Alecsandro saiu fazendo uma careta em homenagem a seu pai, Lela, também jogador que festejava seus gols desta maneira.

Acabou levando cartão de um árbitro mal-humorado, perdeu a coragem e só repetiu o gesto uma vez mais.

Mas quem disse que a festa por um gol deve respeitar alguma regra? As comemorações mais lembradas são justamente aquelas que quebraram padrões. Algumas delas acabaram virando marca registrada.

Pelé eternizou o seu soco no ar depois de fazer um gol em uma partida em que vinha sendo vaiado. O camaronês Roger Milla, na Copa de 90, saiu dançando na bandeirinha de es-canteio. Viola, nos anos 90, criou coreografias que causaram frisson. Depois, de tanto serem imitadas perderam a espontaneidade no corpo de outros jogadores.

Na despedida de Ronaldo, Fred comemorou seu gol como o Fenômeno fez em toda sua carreira. Dedo indicador para o alto. Isso só aconteceu porque Ronaldo criou algo único.

Se o gol é o momento mágico do futebol, a comemoração é sua assinatura. Que deveria ser encharcada de emoção, não de regras ou padrão.



MaisRecentes

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo

Vai começar uma nova Copa



Continue Lendo