Brasileirão: pitacos da 1a rodada



Os times deram seus cartões de visita do Brasileirão e os que mais chamaram a atenção foram Flamengo, Corinthians e São Paulo. O Vasco, com ótima vitoria fora de casa merece destaque também, mas pensa no momento na Copa do Brasil.

Ainda que enfrentando os reservas do Avaí, o Rubro-Negro mostrou evolução e um Ronaldinho Gaúcho pela primeira vez decisivo.

Goleada, três pontos e ótima impressão de um time com sede de vitórias. Não diminuiu o ritmo à medida que os gols foram saindo.

O Corinthians entrou ligado na primeira rodada, sabendo como funciona um campeonato por pontos corridos. Jogou fechado, apostando no erro do advrsário, que condedeu.

O resultado conquistado fora de casa contra o Grêmio significa mais do que três pontos. São três GRANDES pontos, daqueles que poucos times conseguirão jogando no Olímpico.

Vitória importantíssima, seu valor aparecerá no futuro. Aguardem.

Outra vitória de três pontos grandes foi a do São Paulo contra o atual campeão brasileiro Fluminense.

Se o futebol do primeiro tempo não foi brilhante, no segundo o Tricolor paulista soube explorar sua melhor qualidade, a velocidade, e venceu mesmo com o time esfacelado em campo e fora dele.

O Flu, que optou por contatar um técnico que ainda não chegou ( Abel Braga), deixa três pontos que não virão nunca mais.

Se Fla, Corinthians e São Paulo surpreenderam positivamente, quem assustou na primeira rodada foi o Botafogo.

Não pela derrota fora de casa contra o Palmeiras, que poderia ser considerado um resultado normal. Mas pela impressionante fragilidade do time.

O #botapalhaçadanisso bombou no Twitter no meio da semana cobrando reforços da diretoria alvinegra, que sonhou com Seedorf e não trouxe ninguém nem perto disso.

Se não vierem jogadores para o time titular, o ano será dolosoro.

Pontos corridos são como uma casa construída a cada rodada. Quem venceu colocou seu primeiro tijolo.

Quem venceu fora de casa, colocou um tijolo mais resistente.



MaisRecentes

Seleção enfrenta seu primeiro tremor



Continue Lendo

Segue o líder



Continue Lendo

O intervalo que mudou tudo



Continue Lendo