Lei faz com que a festa não seja melhor em SP



Outro dia postei aqui um texto falando sobre a ridícula proibição nos estádios paulistas de se levar bandeiras com mastros.  O colunista Marcelo Damato, na edição deste sábado do LANCE! escreve outro texto, muito interessante, sobre o assunto. Leia e comente.

Aproveite e me siga no twitter: @etironi

Lei faz com que a festa não seja melhor em SP
Por Marcelo Damato

A ideia da torcida do Corinthians de levar ao Pacaembu, na partida deste sábado, cem bandeiras dos maiores ídolos do clube é muito boa. E só não é excelente por uma razão que nada tem a ver com a torcida.
Uma lei paulista proíbe a entrada de mastros nos estádios de São Paulo sob o pretexto de que podem ser usados como armas.  Podem mesmo.  Mas é muito mais provável que não sejam.

Porque essa lei não existe em nenhum outro estado e há anos não se sabe de ninguém machucado em estádio por mastro de bandeira.

O que se sabe é que, por causa dessa lei, a festa das torcidas em São Paulo perde muito da graça.
Agora que o Estatuto do Torcedor aplica todo tipo de responsabilização às torcidas, aos torcedores e até a sócios de organizadas que nem mesmo estejam no Brasil, qualquer outro tipo de repressão perde sentido, pois é inócua.

E, sendo assim, por que a lei não muda, então? Porque mudar lei dá trabalho. E os legisladores estão ocupados demais com outras coisas.



MaisRecentes

Existem ‘mentiras’ convenientes, Carille



Continue Lendo

Na forma da convocação, Inglaterra deu show. O Brasil segue careta.



Continue Lendo

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo