Ricardo Teixeira finge que não é com ele



Na entrevista que deu ao programa “Bem, Amigos”, do canal Sportv, Ricardo Teixeira em nenhum momento assumiu nem sequer parcela de culpa pelo fracasso da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da África do Sul.

O máximo que falou é que, em determinado momento, percebeu que as coisas não andavam bem, mas que aí não havia mais condição de mudar a rota. E a copa foi para o beleléu.

Pela segundo mundial consecutivo, Ricardo Teixeira sai ileso de um fracasso, como se não fosse com ele.

Depois da farra de 2006, o presidente chutou Parreira, anunciou uma era de austeridade no comando da equipe e lavou as mãos.

Como se tudo o que aconteceu  na preparação da Copa da Alemanha não tivesse na frente de seus olhos. Agora, diante de novo fracasso, fala em renovação.

Nesta terça-feira, exatos três dias depois da eliminação brasileira, Ricardo Teixeira elogia as seleções que apostaram em jovens na Copa (tendo como exemplo máximo a Alemanha) e fala em projeto para 2014.

Parece que ele percebeu só agora que entre os 23 convocados de Dunga há muito poucos que poderão ser aproveitados em 2014.

A conclusão que se tira é a de que  em 2010 não houve projeto nenhum, apenas um cala-boca em quem criticou o que aconteceu em 2006.

Mas diante das câmeras, ele finge que este novo fracasso não tem nada a ver com ele.



MaisRecentes

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo

Vai começar uma nova Copa



Continue Lendo