Falta um personagem em campo nesta Copa



Os quatro personagens mais marcantes da Copa do Mundo até o momento são: a Jabulani, a vuvuzela, a arbitragem e Maradona, não necessariamente nesta ordem.

Destes quatro, apenas um faz parte do grupo que deveria ser protagonista do espetáculo. No caso, Maradona, que tem feito à beira do campo seu ótimo show particular, abraçando e beijando seus jogadores, vestido naquele indefectível terno (que aliás não tem nada a ver com seu way of life, vamos  dizer).

Mas Maradona não é (mais) jogador. Se não aparecer algum personagem mais forte dentro de campo até o final, a Copa do Mundo pode ficar na história como a copa da Jabulani, da vuvuzela e, principalmente, dos erros de arbitragem.

E claro, de Maradona.

O Mundial não está ruim. Até aqui os jogos das oitavas foram bem interessantes. Alemanha x Inglaterra foi histórico pelo chocolate, mas ficará lembrado pela bola que não entrou, mas entrou. Assim como a final de 66 ficou marcada pela bola que aparentemente não entrou, mas entrou.

A Jabulani, outro personagem da África do Sul, será devidamente analisada pela Fifa, como já anunciou a entidade, mas só depois da final, em 11 de julho.

Quanto à vuvuzela, tapem seus ouvidos ou abaixe o volume da TV.

Em 2006 batemos na trave de ter uma Copa sem um grande personagem. Zidane  apareceu na final, mas como vilão.

Ainda dá tempo de o Mundial da África apresentar uma figura humana para ser eternizada. Por enquanto o posto é de Maradona, que já é eterno e não está dentro de campo.



  • Luiz

    Mas falemos a verdade, isto acontece porque os melhores times são ótimos conjuntos, mas sem craques decisivos. O Brasil se destaca pelo conjunto, a Holanda agora ve o Robben aparecer, a Espanha não tem ninguém que chame a responsa. Mas se o Uruguai for campeão, esta será a Copa do Forlán… Como isso não vai acontecer, deve ser a Copa do Maradona e, se melhorar um pouco, do Messi.

MaisRecentes

‘Isso aqui é Flamengo’



Continue Lendo

Treinador x Jogador



Continue Lendo

Pressão represada



Continue Lendo