A Copa que acabou antes de começar



Minha coluna publicada no diário LANCE! na terça-feira, 27/05, página 3. Leitura para quem tem mais de 30 anos.

Tanto quanto torcer ou ver um verdadeiro desfile de craques em campo, a Copa do Mundo encantava pelas surpresas que sempre apresentava.

Em 82, Camarões mostrou ao mundo um goleiro chamado NKono, Em 86 apareceu a Dinamáquina de Laudrup. Em 74 surgiu um time que jogava de uniforme laranja e de um jeito jamais visto.

Este começo de coluna é saudosista, sim, de forma proposital.

Em 82 uma fábrica de chicletes lançou um álbum de figurinhas da copa que foi a maior febre da minha infância e uma trabalheira para os dentistas que tiveram que cuidar da boca da molecada.

Ninguém sabia nem sequer pronunciar o nome dos jogadores estrangeiros do álbum, quanto mais saber se eram craques ou pernas de pau.

Quando a bola começava a rolar, verdadeiros mistérios e surpresas eram revelados.

Antes mesmo de a Copa da África do Sul começar, ela quase não tem mais nada para mostrar. Não há nada a ser descoberto.

O assunto está esgotado. Todo mundo já conhece os principais jogadores dos times, os uniformes e até as vuvuzelas.

Até a Coreia do Norte já foi devidamente dissecada após alguns amistosos preparatórios.

 O que sobrou para quando a bola começar a rolar?

Que bom que a globalização trouxe muita informação e diminuiu distâncias.

Mas saber tudo sobre a copa antes de ela começar, é como saber em novembro o que Papai Noel vai trazer no Natal.



MaisRecentes

Existem ‘mentiras’ convenientes, Carille



Continue Lendo

Na forma da convocação, Inglaterra deu show. O Brasil segue careta.



Continue Lendo

A “injustiça” com Buffon



Continue Lendo