O estádio Santa Laura, por um chileno



A pedido deste blogueiro, o jornalista chileno Christian Salgado escreveu um texto sobre o estádio Santa Laura, local da partida entre Universidad de Chile e Flamengo nesta quinta-feira.  Além de inverter o placar, o Fla terá de vencer a pressão. Leia e dê o seu pitaco.

Viver sem moradia
“A Universidad de Chile, que não tem estádio próprio, receberá o Flamengo no pior cenário possível: o estádio Santa Laura.

Acostumado a grandes estádios, o gigante brasileiro se sentirá preso como um leão enjaulado.

Santa Laura recebe apenas 18 mil espectadores e, tal como acontecerá amanhã, totalmente lotado será um inferno para o rival brasileiro e até para o público, que não terão normas mínimas de segurança disponíveis, nem para o ingresso nem para evacuação no caso, por exemplo, de um terremoto.

Santa Laura foi construído em 1923 com normas de segurança da época, e ainda que tenha sido remodelado em 2008, não foram trocadas as estruturas rígidas (arquitetura do edifício e arquibancadas).

Só foram trocados os assentos e se modernizaram os vestiários, o placar e as cabines de rádio e TV.

A arquitetura, de corredores estreitos e com contato quase direto entre torcida e jogadores, segue sendo a mesma.”



MaisRecentes

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo

Vai começar uma nova Copa



Continue Lendo