Racismo é racismo dentro e fora de campo



Uma das coisas mais nefastas do mundo do futebol é considerar que dentro das quatro linhas impera um conjunto de leis própria, particulares, separadas da sociedade civilizada.

Baseado neste conjunto de leis, driblar um adversário de maneira humilhante é passível de punição (“não pode fazer graça aqui, não!”, dizem seus defensores). Em contrapartida, xingar um adversário de “macaco” é “coisa do jogo”.

Não, não é coisa do jogo. É racismo. E como tal deve ser punido pela lei que rege a sociedade e não esta bobagem de lei de dentro do campo.

Passou da hora de jogadores perceberem isso. No Brasil e fora do Brasil. Não há um mundo à parte dentro das quatro linhas.

Que Danilo pague por seu ato racista na partida do Palmeiras contra o Atlético Paranaense, quinta-feira, pela Copa do Brasil.



MaisRecentes

Bem-vindo à Seleção, Tite!



Continue Lendo

Evolução



Continue Lendo

Vai começar uma nova Copa



Continue Lendo