São Paulo classificado, Corinthians fora. Bom negócio para quem?



São Paulo classificado para as semifinais do Paulistinha. Vai enfrentar o Santos, favoritíssimo ao título. O Corinthians, eliminado, volta as suas atenções à Libertadores.

O discurso de técnicos e dirigentes do Corinthians foi uníssono: o lado bom da eliminação é ter tempo de sobra agora para se dedicar à Libertadores, o torneio que realmente importa.

O discurso do lado tricolor foi o de tentar conquistar tudo, com pontinhas de provocação ao rival eliminado.

Não vejo muita razão na alegria tricolor. Se eu pudesse escolher, preferia a eliminação do Paulistinha para concentrar forças na Libertadores. A conquista de mais um Paulista significa quase nada para o São Paulo e para sua torcida. No máximo, uma espetada no presidente da Federação Paulista de Futebo, Marco Polo Del Nero, desafeto no Morumbi.

E a classificação pode comprometer o caminho na Libertadores, já que o time terá uma sequência de jogos difíceis, pegados… com chance de perder atletas por contusão, cansaço, etc, etc.

O Corinthians, por outro lado, terá a partir de agora semanas inteiras para se dedicar só a Libertadores. Semanas inteiras de treinamento, desejo de 10 entre 10 técnicos (inclusive o são-paulino Ricardo Gomes).

O que significaria ganhar o bi do Paulista para o Corinthians? Muito pouca coisa. Mesmo o título não diminuiria a frustração por uma eliminação na competição continental. Portanto, que os esforços estejam concentrados no que realmente interessa.

Pode ter sido sem querer, mas o Corinthians fez um ótimo negócio ao ser eliminado. E o São Paulo um péssimo negócio ao se classificar



  • Fernando Silva

    Bom! Agora o corinthias tem tempo de sobra pra se preocupa com o brasileirinho…

  • Samuel

    Caro Tironi,

    Fico perplexo ao ler a imprensa esportiva no nosso país. A mesma imprensa que invade gramados incomodando aqueles que trabalham duro dentro das quatro linhas. A mesma imprensa que chega às raias do patético e da falta de recato na maioria dos seus programas esportivos.
    Não é à toa, que ex-jogadores (vide os doutores Sócrates e Tostão) fazem sucesso quando escrevem seus artigos. E os lucotores e comentaristas, tanto do rádio como da tv?
    O nível é baixíssimo, aquém do tolerável.
    Outrossim, quero evidenciar duas belíssimas exceções: Luciano do Vale com a sua maestria, e o incomparavel Juca Kfouri, indubitavelmente ser pensante.
    Ah, querido Armando Nogueira, como fazes falta!
    Quanto a ti caro Tironi, onde fostes buscar tanta iluminação para escreveres o artigo acima?
    ARA!!!

MaisRecentes

Gato da Copinha é mais uma tragédia brasileira



Continue Lendo

O treinador invisível



Continue Lendo

O recado é: simular falta funciona!



Continue Lendo