As peças da eleição no Clube dos 13



Veja quem são os principais personagens da eleição do Clube dos 13, sua força e o que pretendem. Há mais personagens que não foram citados? Dê sua opinião.

RICARDO TEIXEIRA (presidente da CBF)
O homem mais poderoso do futebol brasileiro quer mais. Quer dominar também o Clube dos 13, entidade que ainda não controla totalmente. Para isso, pretende colocar na presidência um aliado e amigo pessoal: Kleber Leite.  Para isso, tem se valido do seu poder de ser o homem da copa do mundo-2014 para pressionar adversários e tentar angariar votos para seu candidato.

KLEBER LEITE (candidato a presidente do Clube dos 13)
Amigo pessoal de Ricardo Teixeira e dono da empresa que negocia amistosos da Seleção Brasileira até a Copa de 2014. Ele diz que não há conflito de interesses neste caso porque quem controla a empresa são seus filhos. Kleber também é o candidato da Rede Globo, dententora dos direitos de transmissão do futebol brasileiro. Isso porque ele não pretende lutar por aumento do valor do contrato da TV com os clubes, mas criar outras fontes de receita para os filiados do Clube dos 13.

FÁBIO KOFF (atual presidente do Clube dos 13 e candidato à reeleição)
Teve sua relação com Ricardo Teixeira estremecida quando a CBF assumiu a organização da Série B e diminuiu a cota para os clubes para R$ 30 milhões. Como havia quatro quatro filiados do Clube dos 13, Koff tentou contra-atacar pedindo aumento de cota para os clubes da Série A. O contrato termina no final do ano e a Globo não parece disposta a aceitar. Informação não confirmada, Koff teria uma proposta da Record pelos direitos de transmissão do futebol brasileiro. Esperaria com isso aumentar as cotas para os filiados. Fabio Koff está na presidência da entidade desde 1995. A principal crítica à sua gestão é a de que o Clube dos 13 se limitou a negociar contratos com a TV e deixou de lado outras questões importantes.

JUVENAL JUVÊNCIO (presidente do São Paulo e candidato a vice na chapa de Fábio Koff)
Interessado em aumentar o valor do contrato de direitos de transmissão com a TV, Juvenal apoia Koff na eleição. Por conta disso, vem recebendo duros ataques do presidente da CBF, que semana passada declarou que o Morumbi não tem condições de ser palco da abertura da Copa de 2014. O presidente do São Paulo aposta na impossibilidade de se fazer a Copa do Mundo sem a presença do Estado de São Paulo e na promessa do então governador José Serra de que não haverá dinheiro público na construção de uma arena na cidade. Assim, o palco seria o Morumbi. Joga todas as suas fichas nestas certezas.

ANDRÉS SANCHEZ (presidente do Corinthians e candidato a vice na chapa de Kleber Leite)
Alinhou-se a Ricardo Teixeira na chapa de Kléber Leite aparentemente por dois motivos: 1) por ser desafeto de Juvenal Juvêncio, que apoia a outra chapa; 2) por esperar ser beneficiado caso Ricardo Teixeira vença a queda de braço com Juvenal e tire a abertura da Copa do Mormbi. Neste caso, um outro estádio poderia ser construído e utilizado pelo Corinthians.



  • “BURRA”

    Meu Deus como nossa presidenta foi ingenua,se ela tivesse apoiado o Kleber Leite que era o certo a ser feito,pois ele representaria o Mengão junto a CBF,a tao desejada taça das bolinhas a essa hora estaria a caminho da gavea,qualquer flamenguista em sã consciencia apoiaria o Kleber,mas ela preferiu por vontade propria dar a taça das bolinhas aos bambis,primeira ma nota sua presidenta,espero que seja a ultima idiotice sua.

MaisRecentes

Eficácia no Brasileirão



Continue Lendo

São Paulo é como uma obra que nunca acaba



Continue Lendo

Brigões não se importam



Continue Lendo