Timão: “Esto es Libertadores!”



Após a vitória sofrida do Corinthians não vou cair na tentação de dizer que na Libertadores “não tem jogo fácil”. Tem muito jogo fácil, na verdade. Mas também tem jogo que tem tudo para ser fácil e não é. Como tem outros com cara de pedreira e viram moleza. Assim é a Libertadores.

Sob este aspecto, ontem o Corinthians aprendeu uma lição e, melhor, com uma vitória. Suada, sofrida, mas vitória. E, de quebra, cumpriu outra obrigação: na Libertadores não se pode perder ponto em casa.

O time apresentou problemas? sim: teve dificuldade para penetrar na retranca dos uruguaios, sofreu um apagão estranho no lance do gol sofrido e viu sua dupla de zaga exposta algumas vezes diante do ataque do Racing. O time teve virtudes? sim: teve paciência para virar o jogo (e contou também com a paciência da torcida, o que foi muito importante, que continue assim), mostrou um Ronaldo disposto e capaz de jogadas que muitas vezes podem resultar em gol e teve Elias e Tcheco em bela jornada.

O Corinthians precisa melhorar se quiser ir longe? não resta nenhuma dúvida. Mas colocando na balança, o jogo de ontem foi de aprendizado para a Libertadores. E veio com vitória. O saldo é positivo.

 



MaisRecentes

Waldir Peres foi um herói improvável



Continue Lendo

A nova moda dos técnicos



Continue Lendo

Trabalhos incompletos favorecem jogo reativo



Continue Lendo