Campeão tem mais de 11 titulares



Navegantes

Abaixo, minha coluna publicada na edição de segunda-feira, 13/07 no Diário LANCE! Leiam e comentem.

Os times brasileiros mais badalados da atualidade perderam na rodada do fim de semana: o Corinthians foi atropelado pelo Grêmio no Olímpico e o Cruzeiro perdeu para o rival Atlético Mineiro. Em comum nos dois derrotados: os desfalques. O Cruzeiro entrou em campo com o time reserva e não fez frente ao líder do Brasileiro. O Timão atuou com quase todos os titulares, exceto a dupla de zaga, o que não é pouca coisa. Com os titulares, o setor é um dos pontos mais fortes do time de Mano Menezes.

As derrotas de Cruzeiro e Corinthians evidenciam mais uma vez o que o campeonato por pontos corridos mostra ano a ano: não basta só um time titular bom ou muito bom. A diferença entre o sucesso e o fracasso está além disso, no elenco que o clube possui. É evidente que dificilmente o Cruzeiro atuará novamente com tantos reservas ao mesmo tempo, como não será tão frequente o Corinthians não contar com sua segura zaga Chicão/William. Mas o campeão brasileiro por pontos corridos tem sempre mais do que 11 jogadores titulares.

Outro ingrediente necessário a um time campeão: pegada. E não falo de fazer faltas, mas de fechar os espaços, marcar, roubar bola e sufocar o adversário. Este era o São Paulo tricampeão brasileiro. Este foi o Flamengo no primeiro tempo de ontem no Morumbi. O São Paulo, ao contrário, foi um time sem nenhuma fome de roubar a bola. Estava claro que o Tricolor precisava se reinventar, por isso Muricy saiu. Mas até agora o novo São Paulo não mostrou cara nenhuma.



MaisRecentes

‘Isso aqui é Flamengo’



Continue Lendo

Treinador x Jogador



Continue Lendo

Pressão represada



Continue Lendo