Concentração total o tempo todo; mais uma vitória inteligente



 

Jadson, outra vez, comandou o meio-campo do Corinthians

Jadson, outra vez, comandou o meio-campo do Corinthians

*Por Ana Canhedo

Camisa 10 flutuando no meio-campo deu cara à vitória do Timão na Arena. A estrela de de Vagner Love brilhou outra vez

Jadson teve nos pés a chance para abrir o placar ainda no começo do primeiro tempo. De frente para o gol, preferiu tocar para Vagner Love e o Timão acabou por desperdiçar tal chance. Acostumado a dar assistências aos companheiros, o garçom camisa 10 precisou se reinventar para garantir a vitória e o fez com maestria.

Oswaldo de Oliveira apostou na marcação para tentar segurar o líder. Deu certo até Jadson mostrar sua inteligência tática em campo. Com Renato Augusto marcado mano a mano por Jonas e Elias perseguido por Márcio Araújo, coube ao 10 sair da direita e receber na esquerda para encontrar o até então sumido Malcom, que presenteou Love com assistência. Tudo aconteceu aos 47 minutos da etapa inicial e ilustra bem a concentração total do Timão em campo quando o adversário parecia já estar com a cabeça no intervalo da partida.

Mesmo marcado, Renato Augusto foi o responsável por sair com a bola do campo de defesa e tocar para Jadson, dando início à jogada do gol. Jonas, o marcador incansável do camisa 8, não deu conta do recado e acabou expulso no segundo tempo, deixando o meia livre para ‘brincar de bola’ com Jadson, os dois em show à parte e criaram boa chance que, por pouco, não foi coroada com golaço do camisa 10.

O time ainda conta com um esforçado centroavante que, mais uma vez, mostrou que é sim decisivo. Vagner Love correu, se movimentou e estava no local certo para marcar seu gol. Não à toa. O bom posicionamento do camisa 99 é fruto de sua entrega dentro de campo.

O cartão amarelo para Elias, agora suspenso da decisão contra o Atlético-MG, no próximo domingo, às 17h, no Independência,  poderia ser um problema para Tite. Poderia, mas não é. No banco, Rodriguinho aguarda ansioso para dar sequência ao bom futebol do Timão, embora o treinador ainda não confirme tal alteração.



  • gilberto carlos

    Penalti clamoroso no Elias. O apito amigo entrou em ação outra vez! E mais uma vez o Timão prejudicado.

    • Jean Augusto

      Sou corintiano, mas não achei que foi penalti, neste lance a bola já estava perdida sobre proteção da zaga flamenguista e o Elias tentou forçar uma passagem entre os dois zagueiros. O Corinthians jogou pro gasto, o Cássio deverá usar o mesmo uniforme contra o Atlético, pois esta limpinho sem uma gota de suor !!!

      • Paulo Sérgio

        Jean, permita-me discordar. A bola estava sim na medida para o Elias fazer o gol que vinha em velocidade. Os zagueiros do Fla não protegem a bola pois ela não está de posse deles. E mais, eles protegem a bola colocando a perna na frente do adversário. isto não é proteger a bola com o corpo.

        • Jean Augusto

          Assisti aos programas esportivos e todos cravaram penalti sem exceção, na hora achei que ele deu uma forçada no meio dos zagueiros, portanto, vou reforçar o coro….. METERAM A MÃO NO MEU TIMÃO!!!!! kkkkkk

          • Paulo Sérgio

            concordo contigo. Nem pelo penal que não alterou o resultado apenas no saldo, mas mais pela suspensão do Elias em um dos jogos mais importantes do nosso Timão neste Brasileiro.

      • Nivaldo

        Me desculpe Jean,mas isso foi penalti claro..O Elias queria disputar a bola,mas sofreu uma alavanca dos dois jogadores flamenguistas e ainda levou o terceiro amarelo injustamente.

      • Paulo Mottola Oliveira

        Não precisa fazer média, foi pênalty e o cartão foi uma sacanagem.

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo