Elias, Corinthians e Flamengo: a questão não é dinheiro



Não se opor a uma saída de Elias para o Flamengo não tem nada a ver com questão financeira para a diretoria do Corinthians. A postura foi muito mais uma resposta do clube para mostrar que não faz questão de contar com jogador insatisfeito – o que não é o caso do volante, que fique claro (mas poderia ser) – e que dinheiro sempre é bem-vindo, princiapalmente no momento atual.

Financeiramente, o negócio por Elias foi feito da seguinte forma: em abril do ano passado, o Corinthians acertou sua contratação por 4 milhões de euros, desembolsados por 50% dos direitos econômicos que pertenciam ao Sporting (POR). O pagamento foi combinado em quatro vezes. A primeira parcela, de 1 milhão de euros (cerca de R$ 3,5 milhões na cotação atual), ocorreu em agosto do ano passado, quando o então presidente Mário Gobbi Filho adiantou o montante da renovação de contrato com a empresa SPR Sports, administradora de franquias da Poderoso Timão.

Hoje, não há qualquer dívida com o Sporting e, sim, pagamentos em aberto. As próximas parcelas de 1 milhão de euros terão de ser pagas em outubro deste ano, em outubro de 2016 e em outubro de 2017 – portanto, ainda são 3 milhões de euros (R$ 10,6 milhões) a pagar, mas com longo prazo. Não há qualquer sufoco ou necessidade de se desfazer do jogador para o Flamengo, por exemplo.

Elias foi procurado pelo Flamengo, que entrou em contato com seu pai, Eliseu Trindade. Logo que foi consultado, comunicou a diretoria do Corinthians, deixando claro que preferia ficar pelo menos até o fim deste ano. O Corinthians afirmou que faria o negócio de imediato, mas que o volante admitisse o desejo publicamente de sair. Nada foi para frente. Em entrevista ao LANCE!, na última sexta-feira, o camisa 7 deixou claro que não quer sair (confira aqui). Mas o sentimento é de que ele já não sente mais respaldo dos dirigentes alvinegros, o que poderia motivá-lo a trocar de ares.

Na própria entrevista ao L!, ele afirmou que pensa em voltar para a Europa no fim do ano. A pessoas próximas, porém, já avisou que tudo vai depender da Copa América. Se perceber que a situação no Corinthians está mais difícil quando voltar, ele pode mudar de ares antes. E o Flamengo estará de portas abertas.

Vale lembrar que o jogador, que não atuava havia seis meses, aceitou voltar para o Corinthians sem receber luvas. De abril a julho, quando não podia jogar porque a janela de transferências estava fechada, ele aceitou receber um salário simbólico de R$ 50 mil mensais. Depois deste período, seus vencimentos passaram a R$ 450 mil mensais.



  • Dá um pião,ROBINHO ! Estou morrendo de rir do timeco de vocês ! Timin não procedeu,a tesoura comeu,rapais !

  • PEDRO EDUARDO DE ANDRADE

    A diretoria veio a publico e negou!!!!! e aí????? Elias permanece no Corinthians.

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo