Sem soberba, mas com muitos problemas



Não é possível que alguém caia no papo de soberba no Corinthians. Isso nunca partiria do Tite ou da comissão técnica. Nunca vi falta de respeito ou provocação dos profissionais. No elenco, de uns 35 jogadores, mais ou menos, daria para apontar no máximo uns cinco “malas”. E nem assim contaminam ninguém.

A imagem de menosprezo e confiança em excesso foi culpa da declaração do diretor de futebol, Sérgio Janikian. Ali, também não foi soberba. Foi despreparo, inexperiência, burrice ou qualquer coisa do tipo. Não foi a primeira vez que ele falou mais do que devia. Já deveria ter sido evitada a segunda. Mas foram várias vezes que ele quis aparecer e acabou falando mais do que a boca. Contra o Guaraní, passou uma imagem errada de toda uma equipe, mas que certamente assim seria recebida pelo Corinthians se tivesse vindo do outro lado. O futebol não se ganha só no campo e, fora dele, o Corinthians começou perdendo.

As dívidas não entraram em campo, não foram culpadas, mas também não dá para serem ignoradas. Elas existiam, sim, desde o ano passado. Existiam quando a equipe voava nos primeiros meses de 2015. Mas qualquer situação errada que se acumula vai se agravando. Quando o salário do trabalhador atrasa dois dias, a reclamação é inevitável. E oito meses, então? É impossível estar satisfeito. A falta de pagamento já havia deixado todo mundo de “saco cheio”, ainda mais depois de promessas não cumpridas que tudo seria quitado. E se o clube achou que seria melhor pagar antes do jogo contra o Guaraní, no fim foi pior. “Agora vocês acham que precisam pagar pra gente jogar? Que somos mercenários? Que paramos de render por causa disso?”. Pode ter certeza de que alguns jogadores pensaram assim.

O Corinthians rendeu muito pouco nos últimos sete jogos – segundo tempo contra o Santos, Ponte Preta, San Lorenzo, Palmeiras, São Paulo, Guaraní e Guaraní. Tite só mudou a equipe por necessidade. E foi mal nas últimas escolhas.  Errou ao entrar com Luciano no jogo do Paraguai, depois de 14 dias de intervalo. Errou com Malcom no jogo da volta. Errou por ter entrado com Ralf no 4-1-4-1 para propor o jogo, já que o meio ficou com um armador a menos. Tite se prende muito à sua filosifia e aos seus fiéis jogadores, desde a última passagem. Pois deveria ter testado novo esquema para ter entrado com Danilo ou Love – que são muito mais experientes e decisivos – nos dois duelos contra o Guaraní. E deveria ter dado melhor saída à equipe com Bruno Henrique ou Cristian no lugar de Ralf. Um dia, uma vez, isso terá de ser testado.  Me surpreendeu a demora ou o receio para tentar algo novo de quem já havia tido coragem de sacar Liedson (herói e artilheiro do título brasileiro de 2011) durante a Libertadores-2012 e Douglas (camisa 10 do time, melhor do segundo semestre e depois de ter dado assistência para Guerrero na semifinal) na decisão do Mundial-2012 contra o Chelsea, porque sabia que só ganharia com Jorge Henrique ajudando Alessandro na marcação.

Não existissem os problemas acima, talvez não fariam diferença outros erros pelo caminho. A falha de Cássio, por exemplo, poderia ser um erro individual compensado pela força da equipe no restante do jogo. A expulsão de Fábio Santos poderia repetir a de Guerrero contra o Once Caldas, quando o Corinthians fez mais três gols com um a menos e encaminhou a vaga para a fase de grupos.  Os gols perdidos por Guerrero, no Paraguai e em São Paulo, poderiam ser apenas chances perdidas de um jogo que acabou em goleada.

Sempre que questionado sobre o Corinthians ter chegado ao auge muito cedo, Tite discordou e afirmou que a equipe ainda estava em formação. Está claro, então, que esse esquema e esses titulares não foram ideais para ganhar títulos. É preciso começar a mudar. E Tite, entre todos os problemas, é quem tem mais potencial para dar a volta por cima e tirar a corda do pescoço do clube.

 

 



  • jorge rosas filho

    nosso técnicos não tem coragem ou não são mandados a usar/experimentar a base, perdemos o Marquinhos quase de graça, porque o Tite só confiava no Chicão, agora parece que vai o Cassini e tentaremos ficar com o Emerson, por que será que os italianos querem o Cassini e não o Emerson, eles são burros e nós inteligentes?????

  • Daniel Cardoso dos santos

    É soberba sim não só deles como de toda mídia achar que s brasileiros melhores todos sul americanos e principalmente o corínthians. Leio Jornais, Assisto vários programas de esporte nas TVs. O corintians é um time médio como todos que vocês chamam de grande no Brasil.Esses mesmos grandes brasileiros disputando os principais campeonatos das ligas europeias eram mero participantes brigando para não cair.

  • Não tem soberba.O time é ruim mesmo ! Culpa de Ral Robinho, o verme asqueroso e mentiroso,namorado de panicat ! Quacuacuacaracacacacacacacacacaaa !!!! Ah,esqueci ,caiu 4 vezes e só pagou 2 !

  • Ete5no Faz Me 5i5

    Quem nasceu pra Faz Me Rir nunca tera respeito. O cu5intia pode comprar libertadores, brasileiro de pontos voltados, paulista pra sair de 23 anos de fila, mundialito de verao, etc etc etc, mas a verdade e uma so: sem o apito amigo e sem os esquemas sujos da bola esse time de merda nao ganhanem dos Guaranis (da capital e paraguaio).Nem dinheiro pra pagar jogador e o estadio o time suuuuuuuuuuper rico tem. Pq sera? Sera q toda verba q entra e destinada pra pagar os subornos feitos pra “ganhar” titulos?Pelo visto sim.Como eu sempre digo, o cu5intia nao e um time de futebol e sim uma instituição com fins lucrativos usado pra lavar dinheiro. E só!Chuuuuuuuuuuuupa gamba, ficquem ai se gabando dessa piada chamada S.C.C.P= sport “crubi” cavalo paraguaio.

  • Alexandre Rodrigo dos Santos

    Tbm acho q não tem soberba, o q tem é técnico mentiroso e fraco.Os jornalistas e comentaristas ficam colocando o tite no pedestral,mas na verdade ele não passa de um enganador.Ele conseguiu enganar a todos com essa besteira de falar q ele é o melhor treinador do brasil.Isso é invenção de jornalistas e comentaristas esportivo para mim,e continua um mero treinador medroso sem saber o q fazer.Isto ele demonstra na beira do campo quando fica quase mordendo os dedos e os olhos vidrados isso é demonstração q esta com medo e totalmente perdido sem saber o q fazer.Meu, pega os numeros desse técnico nos confrontos mata mata dificilmente consegue ser feliz.Ele acumula vitorias mas quando chega a hora da verdade ramela. Sem contar q toda vez q retorna ao corinthians no primeiro ano de trabalho é vexatorio podem perceber q nas duas passagem foi de vexame.Esse tite e mano eles tem uma MALDIÇÃO tão grande q não explicação o porque do primeiro ano de trabalho deixam suas marcas de vexames. Torcedores tenta disvendar este misterio pela amor de DEUS. Será maldição de gauchos? nada contra mas é uma marca q tem q ser discutido não normal.

  • Alexandre Rodrigo dos Santos

    Infelizmente para mim esse técnico não passa confiança,ele vai do ceu ao inferno questão de minutos não da para entender.Acumulou varias vitorias mas na hora da verdade no mata mata contra palmeiras e guarani-PAR ficou perdido sem saber o q fazer.A torcida esta cobrando alguns jogadores e o tite esta pasando batido sendo q o maior culpado é ele.Este elenco esta passando medo,o time fica sem poder de reação quando começa não ter sequencias de vitoria.Fica um time mordo hapatico parece q esta faltando sangue no corpo é muito estranho.Infelizmente todos esses anos q o corinthians apostou no futebol gaucho entre mano e tite,tivemos alegria com os dois,mas não se compara com a felicidade com o tite.Por outro lado perdemos aquela identidade do time da virada,porque? Na minha opinião esses dois técnicos como esquema tatico ganhar a partida independentemente de quantos gols fizer,por esse motivo eu acho q perdemos a identificação do time da virada.Veja bem,contra o guarani- PAR precisariamos de gols,mas não estamos acostumado jogar para fazer gols,estamos acostumado fazer gol e garantir a partida.Estou falando isso,porque já tivemos jogos que o técnico tite poderia enfiar goleada porque o adversario teve um expulso até dois jogadores expulsos ai nos torcedores achando q vai ser goleada termina simplismente 1×0.Então, fica preocupante quando precisamos fazer gols para reverter o placar favoravel a nos,mas temos a dificuldade de fazer o ponto mais importante do futebol GOLS. Então precisamos ficar de olho no nosso técnico para ver se o problema é realmente é o elenco,sem contar que quem comanda o elenco é o técnico ou treinador como achar melhor chamalo.

  • Pingback: Sem soberba, mas com muitos problemas | timaodiariotv()

  • Desde os 3×0 ( placar agregado e vergonhoso ) em favor do guaranizin que eu não consigo parar de rir da cara de Ral Robinho ! Ahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahaaa !!!! Então o sr. namora uma panicat,hein ? Parabéns ! Quacuacuacaracacacacacacacaccacacaa !!!!! Truco,seis mii !!!!!!!

  • Robinho é pato meu !

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo