Para o time de Mano, destruir é bem mais fácil



* Por Maurício Oliveira

Mano Menezes ganhou sobrevida no comando do Corinthians, mas não deve se ver livre da pressão nos próximos dias. Nesse domingo, em Porto Alegre, como aconteceu contra Cruzeiro e São Paulo, o Timão jogou com uma concentração acima da média e decidiu o jogo com as duas únicas finalizações do primeiro tempo.

Contou ainda com excesso de erros do Internacional no ataque e com má pontaria de Nilmar, que só conseguiu desencantar em um dos poucos erros de Gil na partida.

Destaque para a formação defensiva da equipe, com Bruno Henrique e Elias à frente da zaga (Fagner e Fábio Santos foram mais zagueiros do que laterais) e Petros, Jadson e Renato Augusto em linha, bloqueando o meio de campo do Inter. Como Guerrero voltava algumas vezes para compor o meio de campo e Petros recuava para formar linha com os volantes, o Corinthians chegava a formar duas linhas de três em seu campo, além dos quatro jogadores da defesa.

Mesmo com o bloqueio, Cássio foi o destaque da equipe com quatro defesas difíceis – e uma joelhada na cara que fez o jogo ficar parado por mais de dez minutos.

O Corinthians passou no teste mais difícil depois do vexame contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil. Agora terá três jogos contra adversários que brigam contra o rebaixamento – Vitória, Palmeiras e Coritiba. É bom lembrar que o Timão perdeu 26 (!!!) pontos contra times da parte de baixo da tabela.

Para o time de Mano, destruir é MUITO mais fácil do que criar. Isso terá de ser resolvido nas próximas rodadas. Jadson e Renato Augusto, se mantidos, terão de se aproximar de Guerrero para não deixá-lo tão isolado como ficou no Beira-Rio.



  • Pingback: Para o time de Mano, destruir é bem mais fácil - O Timão: Agora você tem tudo sobre o Corinthians hoje aqui!()

  • grg

    Cara, vc e’ muito chato, cada vez que entro aqui tem esse seu comentario pra la de sem graca… na boa, ve se morre logo… vc e’ chato demais veio…

  • Ivo agrepino dos Santos

    Tenho plena convicção que ganharemos do Vitória!
    Com o Fágner suspenso,o Mano poderia descansar o Fábio Santos,e aí sim,teríamos um time altamente competitivo contra o Vitória.
    Não precisaríamos recompor tanto a defesa por causa da fragilidade dos dois laterais,e assim,jogaríamos com maior tranquilidade.
    Quanto ao Guerreiro,deixe ele descansar esta!
    O Corinthians foi campeão da libertadores,jogando sem centro-avante!
    Vai,Corinthians!!!!!!!!!

  • Pingback: Para o time de Mano, destruir é bem mais fácil | timaodiariotv()

  • Paulo

    Espera aí! Contra inter e cruzeiro, ok. Realmente jogamos “na retranca”, “por uma bola”. Agora, contra o são paulo, o Corinthians jogou muito mais, do começo ao fim. Só deu Corinthians.

  • Denis

    Pq nao fazem filtro como na pagina do Andre Kfouri neste mesmo site??? Reparem como lá além da opinião do blog a opinião dos leitores são bem interessantes….. abraço

  • sensato

    Jogar como time pequeno, esse é o segredo, quando tenta ser grande toma pau!!!

  • Lamentável o site do Lance não ter um moderador!
    Vocês deixam esses caras revoltados que torcem para times inferiores comentarem aqui no blog do ÚNICO TIME QUE TEM TORCIDA DE VERDADE e NÃO SIMPATIZANTES!
    Tenho pena desses jovens de hoje em dia, depressivos, haja remédio!

  • Se o Corinthians tivesse ganho pelo menos 10 pontos desses 26, era o líder do campeonato!
    É revoltante saber que quando o time tem que impor um rítimo intenso no jogo, ou pra ser mais claro, jogar como time grande; tropeça. 26 pontos!!!
    É muito me desculpe.
    Quanto a esses que ficam comentando, todos; simplesmente todos, perderam para nós 1 ou 2 vezes no campeonato.

  • alvaro

    Rodrigo Vessoni é brincadeira de jornalista.

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo