Calmaria pela manhã e muita tensão à tarde



O sábado do Corinthians na capital paulista foi dividido em duas partes antes do embarque a Porto Alegre, onde a equipe enfrentará o Internacional, às 16h, pelo BR-14.

Pela manhã, calmaria total. O treinamento realizado no CT Joaquim Grava ocorreu sob absoluta paz e silêncio. Diferentemente do que se viu na sexta-feira, quando cerca de cem torcedores foram protestar contra Mano Menezes, o maior barulho que se ouviu foi protagonizado pelos pássaros. Não houve nem mesmo gritaria dos membros da comissão técnica e dos jogadores, tradicional durante as atividades – jornalistas só foram autorizados a entrar cerca de 20 minutos após a entrada do elenco em um dos campos.

À tarde, tensão. As primeiras informações de um possível protesto no aeroporto de Congonhas começaram a pipocar na internet por volta das 13h. Nesse momento, o clube já sabia que alguns torcedores estariam no local para encontrar com jogadores, dirigentes e comissão.

Já no saguão principal do aeroporto, onde se é obrigado a passar para embarcar, cerca de 30 torcedores aguardavam informações sobre a viagem do elenco para o Sul do país. Seguranças do clube e funcionários da Infraero conversaram e encontraram uma maneira de o ônibus ir direto para a pista, para alívio dos policiais que faziam ronda no local.



MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo