Paulo André deixa legado positivo para o Corinthians e o futebol brasileiro



Paulo André se despediu do Corinthians dizendo que sai do Corinthians com a sensação de dever cumprido, de ter feito mais do que um atleta poderia fazer, pelo Corinthians e pelo futebol brasileiro. De fato, o zagueiro-artista (cujo apelido entre os jogadores era “Zica das Artes” por sua veia de artes plásticas) marcou a história do clube da Democracia Corinthiana. Sócrates, de quem Paulo André foi amigo próximo nos últimos meses de vida, deve estar orgulhoso onde estiver.

Zagueiro, cidadão, campeão, conciliador, envolvente e convincente, ajudou a mobilizar a classe desunida e lançou luz sobre a mazelas do futebol brasileiro. Ganhou inimigos na cartolagem brasileira, o que corrobora ainda mais para a sensação, citada por ele, de dever cumprido.

Da China, deve continuar participando, por whatsapp (sistema de envio de mensagens pela internet no celular) ou telefone, do movimento que pode revolucionar o esporte mais popular no país.

Como jogador, superou uma série de lesões que provocou até comentário de mau gosto do ex-presidente Andrés Sanchez, que falou certa vez que Paulo André deveria se preocupar menos com assuntos extracampo e mais em sair do departamento médico. Num clube efervescente, como outros grandes do Brasil, sabe-se o rótulo de “chinelinho” que se coloca (e incluo a imprensa nessa) em jogadores que não saem da sala de fisioterapia. Mas nunca chegou a ser o caso de Paulo André, ele nunca recebeu a pecha.

Chegou em 2009, só virou titular em 2011, na esteira da birra de Chicão, que havia sido barrado por Tite e depois afastado por pedir para ficar fora de um clássico contra o São Paulo porque não queria ficar no banco.

Com Leandro Castán, foi campeão brasileiro, machucou-se de novo e abriu espaço para Chicão de novo na Libertadores, recuperou espaço no segundo semestre, foi campeão mundial, paulista e da Recopa Sul-Americana, como titular.

Paulo André se afasta um pouco mas deixa um legado extremamente positivo para o futebol brasileiro.

– O Bom Senso, mesmo eu sendo um dos líderes, vai continuar. O movimento vai seguir e, mesmo de longe, vou ajudar, dar ideias – disse ele.

Graças a Paulo André.



  • Alan

    O que me desapontou, foram torcedores comemorando a saída do PA, o cara estava lutando por algo que até mesmo os torcedores pedem, que é uma reformulação no modelo dos campeonatos, para que exista o real crescimento do futebol brasileiro.
    Em nenhum momento fez corpo mole, ou contribuiu de forma negativa para o time. Sempre honrou a camisa do Corinthians.
    Boa sorte Paulo André..

  • Gigante do Vale

    Divulguem mais notícias sobre as gayvotas fiéis?

  • Ete5no Fa5 Me 5i5

    Ou pra times usados pra lavagem de dinhei5o…
    Cu5intia, nada pode se5 meno5…

    • Matheus

      O que o S4n7os pode gastar? KKK
      Eterno 7×1!

    • Ete5no Fa5 Me 5i5

      5×1…
      Sem mafia do apito!!!
      C5upa cu5intia!!!

  • sensato

    Ultimão contando com Jádson pra sair da porta do inferno, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, volta Paulinhoooooooooooooooo, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!! Cadê o elenco diversificado? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  • Pingback: Paulo André deixa legado positivo para o Corinthians e o futebol brasileiro -()

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo