Imprensa 2×3 Comissão Técnica do Corinthians



Imprensa e comissão técnica reunida no CT (Foto: Ricardo Pereira Silva)

Imprensa e comissão técnica reunida no CT (Foto: Ricardo Pereira Silva)

A manhã desta terça-feira no CT Joaquim Grava foi marcada pela confraternização entre profissionais da imprensa e membros da comissão técnica do Corinthians. Entre eles, o técnico Tite, que daqui a menos de duas semanas já não estará mais no clube. Em campo, como jogador, ele não fará nenhuma falta! Mas claro que sua capacidade de leitura de jogo, o modo de conduzir o elenco, o trato com o ser humano, tudo vai dar saudades… Para nós jornalistas e os membros da comissão técnica também.

A “pelada” (melhor usar esse termo), de dois tempos de 30 minutos,  acabou com a vitória de 3 a 2 para a comissão técnica, apitada pelo preparador físico Fábio Mahseredjian. Uma bela arbitragem, imparcial, que fique bem claro, apesar da pressão dos próprios colegas.

O ex-lateral esquerdo Sylvinho, hoje auxiliar-técnico do Timão, parecia uma Ferrari contra um bando de Fusquinhas. Ainda corre muito, fala o tempo todo, orienta, domina, dribla, incentiva até os adversários a chutarem a gol (talvez, pela falta de qualidade. Depois de um grito dele, meu chute de dedão foi quase pra escanteio). O auxiliar Fábio Carille é outro que destoa pelo bem, mas desta vez teria nota baixa nas atuações do LANCE! porque, ao tentar cortar um cruzamento, jogou contra o próprio gol.

Tite jogou por alguns minutos finais do primeiro tempo e boa parte do segundo. Fez boas tabelas, mas bem abaixo do nível da equipe, dos bons Alexandro Dias, o Alex (enfermeiro) – que fez dois gols -, Fernando Lázaro, o Monstro  (responsável pela tecnologia esportiva) e Antonio Carlos Fedato Filho (fisiologista). Os outros, tirando um ou dois, estavam no “nível imprensa”. Até mesmo o ex-atacante Mauro da Silva, o Van Basten, hoje observador do Timão, já mostra limitações pelos anos (e quilos) de experiência.

Antes da partida, os jornalistas encontraram o meia Renato Augusto, que prometeu assistir ao duelo para “cornetar”. Sorte a dele que ele não viu. Ficaria sem voz.

O clima de descontração representa o bom clima entre os profissionais do clube, apesar do insucesso no Brasileirão-2013. Esses foram responsáveis, com Tite, pelos principais títulos da história do Corinthians. Merecem festejar. Até o próximo ano, quando a imprensa virá forte para “conquistar os três pontos”, “tentar se fechar e sair nos contra-ataques” e “ter uma melhor sorte, porque a bola não queria entrar hoje”.

PS. O LANCE! foi representado pelos repórteres Bruno Uliana, Felipe Bolguese, Marcelo Braga e Renato Rodrigues. Pedimos desculpas à empresa e aos amantes do futebol

 



  • Marco

    Essa imprensa é ruim mesmo, nem pra ter um empatite.

  • renan

    kkk poh sou corinthiano.. mais se o corinthians nao empatou… eh pq a imprensa eh horrivel hauahuhauahuahu

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo