Desencontro de informações atrapalha desempregados



Desempregados formaram filas em frente ao terreno do futuro estádio do Corinthians (Foto: Eduardo Viana)

Os desempregados que foram nesta segunda-feira à porta do futuro estádio corintiano, em Itaquera, em busca de empregos, ouviram o comunicado de uma pessoa identificada como da Odebrecht – construtora responsável pela obra – para que voltassem daqui a três semanas ao local.

A informação passada na porta do futuro estádio contradiz completamente o comunicado oficial da construtora. Recentemente, a empresaafirmou que não haverá contratação de profissionais no canteiro de obras, em Itaquera – decisão mantida pela Odebrecht, segundo informou a assessoria de imprensa, nesta segunda-feira.

Em Itaquera, neste momento, cerca de 50 desempregados ainda permanecem às portas do novo palco do Timão. Os trabalhadores, que estão lá desde as 7h desta segunda-feira, têm esperança da contratação.

Se a Odebrecht conseguir veicular, às portas do futuro estádio, a mesma informação que veicula via imprensa – que não haverá contratação no canteiro de obras – talvez os trabalhadores que amanhecem diariamente formando filas na Avenida Miguel Ignácio Curi recebam apenas o comunicado correto, para parar de desperdiçar tempo e esperança em um local em que nada acontecerá.



  • Dickson

    Meu caro,

    É evidente que essas pessoas ja sabem que não haverá contratação naquele momento, mas elas vão porque simplesmente imaginam que isso pode mudar há qualquer momento. Ao inves de perderem tempo e esperarem milagres, deveriam ir atras de trabalho em outros lugares.
    Semana passada eram 200, hoje eram 50, ou seja 150 entenderam que pra fazer terraplanagem é necessario maquinas, caminhões, e num primeiro momento poquissimas pessoas.

    Tanto Corinthians quanto Odebrecht ja comunicaram das formas mais eficazes que NÃO HAVERÁ CONTRATAÇÃO EM CANTEIRO DE OBRAS.

  • skorzeny

    O nome é Arena Corinthians , quem inventou fielzão ou itaquerão foram vcs , imprena mal informada…

  • Robson

    É muito vago a informação ‘uma pessoa identificada como da Odebrecht ‘. Ela falou que era da Odebrecht, mostrou o crachá. Assim fica dificil. Já foi dito que não havera contratações lá. Mais tem gente que insiste em ir na porta do terreno para tumultuar.

  • estou procurando serviso a muinto tempo vou todos os dias porque sou persistente nao poso roubar so quero trabalho.

  • Phile

    Eu acho ridículo essa mania da imprensa em tentar nos entreter com migalhas. A quem interessa cada “situaçãozinha” que se passa no terreno. Pombas, só porque houve uma informação diferenciada do que foi dito então agora vira capa de revista. Tudo bem que o Timão é imenso, mas gente, vamo para com isso. Cambada de repórteres sem competência, tragam notícias que realmente tenham peso e coerência, não essa babaquice.

  • leumas & celeumas

    Porque você (Guilherme) então, não se dedica a cobrir os acontecimentos, dentro das quatro linhas do campo de futebol, como está escrito em seu perfil?

  • JOSEMIRO

    Acho que a esperança, é a ultima que morre, não adianta criticar a realidade dos trabalhadores, pois todos esses acreditam e lutam por uma situação melhor. Cada um sabe onde existe a necessidade familiar, pois so apontar e critica-los não é justo. ok…

  • ritigulo

MaisRecentes

Dois gols que o time de 2015 não tomaria. Isso levará tempo…



Continue Lendo

Quatro anos da morte de Sócrates: Doutor fala da Fiel Torcida



Continue Lendo

Desmotivado e desentrosado, Timão tem seu pior jogo no BR-15



Continue Lendo