As regras são iguais para todos, Novak Djokovic!



Djokovic consola juíza após acertá-la com bolada / Crédito: USTA

Novak Djokovic só poderia perder o US Open para ele mesmo. E aconteceu! Da forma mais bizarra e inusitada possível! Dando uma bolada em uma juíza de linha! Quem poderia imaginar ?

Diante de um 2020 mais do que estranho e com muitas coisas bizarras acontecendo talvez a cena não tenha sido tanto uma surpresa assim. Mas a regra é igual para todo mundo. Djokovic se descuidou ao bater uma bola para trás e acertar a juíza. Foi intencional ? Não pareceu. Mas foi mais do que imprudente e mereceu.

De acordo com o jornalista do The New York Times que cobre o torneio no local, Djokovic teria argumentado em quadra: “Vão me desclassificar por isso ? A juíza nem vai precisar ir ao hospital. E minha carreira, meus Slams, palco central (no tênis)”.

É senhor Novak Djokovic. A regra deve ser aplicada para todos. Até mesmo para os barões do tênis, os Big 3. É melhor baixar a bola e deixar certa arrogância de lado. Lamentável que o senhor tenha perdido uma baita chance de levantar seu 18º Grand Slam para se aproximar de Federer e Nadal. O caminho era mais do que livre.
Como prejuízos perderá os 180 pontos do ranking e US$ 250 mil em premiação que ganharia do torneio e ainda pode levar mais multas.

Djokovic não quis dar coletiva de imprensa (fácil falar apenas quando ganha ou não faz besteira, certo ?), foi praticamente direto ao aeroporto e lançou um comunicado nas redes sociais. Bem interessante sua fala sobre aprendizado para carreira e para ser-humano etc. Talvez tenha sido escrito por um assessor de imprensa. Com 33 anos de idade e uma quase desclassificação por episódio parecido em Roland Garros 2016 ele já deveria saber a regra não é ?

Fato é que desde o começo da pandemia Nole só tem afundado sua reputação primeiro com as lives com os gurus e a cura do COVID-19 com água suja depois com a realização do Adria Tour e os casos positivos no leste europeu e agora com mais esse episódio triste em sua carreira.

Que de fato o sérvio reflita com esses meses tão desastrosos para ele e olhe para dentro de si de verdade e não da boca pra fora. E aprenda.

Enquanto isso como estariam Roger Federer e Rafael Nadal em suas casas ? E o presidente da ATP que sofreu e sofre pressão do sérvio liderando sua nova associação de jogadores, a PTPA ? Com certeza não devem estar tão chateados…

E seguiremos com um novo campeão de Grand Slam a ser coroado após SEIS ANOS e uma quartas de final sem ninguém do Big 3 desde Roland Garros em 2004, há 16 ANOS!
Quem é seu favorito ? Volto com mais na semana!

Curtinhas:
Belas campanhas de Bruno Soares e Luisa Stefani nas duplas. Nesta segunda buscam vaga na semi do US Open e a paulista quebrando marcas para o tênis feminino brasileiro, primeira nas quartas de um Slam desde wimbledon em 1982 com Claudia Monteiro e Patrícia Medrado. Se fizer semi será inédito na Era Aberta (1968) da profissionalização do tênis. Baita feito.



MaisRecentes

Australian Open em fevereiro ? Rio Open e gira sul-americana seriam impactados



Continue Lendo

ATP Finals –  Equilíbrio total. Nadal com poucas possibilidades



Continue Lendo

Nadal, perfeito, só vai parar de ganhar Roland Garros quando quiser



Continue Lendo