Djokovic no Reino da Hipocrisia



Tudo bem. A Sérvia flexibilizou e o governo autorizou recentemente eventos com público. Mas a TSS e Novak Djokovic, parceiros na organização do Adria Tour, poderiam dar um exemplo diante do que estamos vivendo no mundo e bradar pelo distanciamento e controle da galera que foi acompanhar os jogos em Belgrado no final de semana.
O que viu foram aglomerações e algo alheio ao que o resto do planeta, salve raras exceções. A Nova Zelândia zerou os casos de COVID-19, na Sérvia o número é baixo, mas ainda não chegou lá.
Enquanto se fala muito em jogar sem público no US Open e o sérvio bate o pé para não jogar porque não pode levar mais de uma pessoa em sua equipe para o clube, ele toca o f… e libera geral em seu torneio onde poderia e deveria dar o exemplo.
Vimos muitas fotos de Nole e jogadores abraçados e uma partida de futebol na sexta-feira. Nesse caso entendemos que os jogadores e atores principais da organização devam ter sido testados. Pelo menos.
Essa partida de sexta foi motivo de uma dura crítica do vice-presidente da federação alemão, Dirk Hordorff, que disse que enquanto 400 tenistas faziam uma videoconferência por zoom discutindo coisas sérias sobre a realização do US Open, o tenista PRESIDENTE do conselho de jogadores da ATP, batia uma pelada e fazia festa em casa.
Mais algumas hipocrisias do atual número 1 do mundo.   É justo ele olhar pelo interesse dele em não jogar o US Open. Okay. Mas ele mesmo que levantou a bandeira de ajuda ao circuito do Player Relief que foi atendida.
Se o torneio tem condições de segurança a oferecer mesmo que com medidas restritas, por que fazer força para não ir ? E porque nem comparecer a uma reunião tão importante ? O torneio faz parte do ecossistema do tênis. Quem está no topo não fará falta financeiramente. Mas para os jogadores que dependem da premiação seja de primeira ou segunda rodada, aqueles 40, 50 mil dólares farão muita falta.
Não adianta fazer um torneio dando caridade para instituições locais e dar mau exemplo na abordagem da doença na organização. Não adianta clamar por ajuda aos atletas e quando tem a oportunidade que parece ser segura, não querer ir por interesse próprio. Hipocrisias no mundo do número 1. Que faça reflexões.



MaisRecentes

Nadal deve se preocupar para Roland Garros ?



Continue Lendo

Thiem , o merecido novo campeão de Slam. Tinha que ser desse jeito!



Continue Lendo

Final antecipada na sexta-feira ? 



Continue Lendo