Cilic e a missão (quase) impossível contra Federer



 

A grama é um piso que dá a oportunidade de grandes sacadores terem chances independente do adversário. A missão de Marin Cilic passa exatamente essa que é sua maior arma para derrotar um Roger Federer que está jogando seu melhor tênis, vem muito forte mentalmente e babando para se tornar o maior recordista de todos os tempos com oito títulos em Wimbledon.
Para Marin é fazer parecido com o que Berdych fez hoje e ser mais efetivo e ousado quando as chances aparecerem. Uma missão, eu diria no limiar do (quase) impossível.
Do lado do suíço nos últimos anos acreditei que esse 8º Wimbledon seria simbólico para uma aposentadoria, mas ele dá fortes indícios de querer jogar pelo menos mais uma temporada, pelo menos já assinou com a Copa Hopman para 2018 e a cada torneio, a cada que passa e se aproxima de seus 36 anos, Roger vem ficando melhor, como se fosse um vinho.
Venus Williams mais uma vez deu cano em um veículo de imprensa, foi multada em R$ 24 mil (US$ 7 mil). Ela costumava fazer isso após derrotas, agora faz quando vence também. Mesmo assim vamos ressaltar que depois de atropelar e matar um idoso chegar numa final de Wimbledon é para poucos e talvez seja sua última oportunidade de vencer um Grand Slam. Garbiñe Muguruza, mais experiente que em 2015, tem todas as condições nao só de dar trabalho, mas frustrar os planos do hexa da americana. Bola ela mostra que tem. E muito.
O Brasil novamente é o número 1 do mundo. Com pouca badalação, muito trabalho, Marcelo Melo emplacou sua incrível 13ª vitória seguida em confronto direto com o forte jogo de Henri Kontinen para garantir a vaga em sua segunda final e Wimbledon. O sonho está perto e o caneco com boas possibilidades para coroar o esforço e dedicação do mineiro pão de queijo come quieto. Brilhante.


MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo