O melhor Rafael Nadal entra para a história do esporte



Que Rafael Nadal era favorito a ganhar Roland Garros disso ninguém tinha dúvida. Agora a forma que foi, assombrou o mundo. Algumas das atuações mais perfeitas dele no saibro perdendo sete games para Dominic Thiem e dando um pneu nele e seis games para Stan Wawrinka que nunca havia perdido uma final de Grand Slam.

O feito de ganhar 10 Grand Slams é algo histórico não só para o tênis, mas também para o esporte em si . São raros os esportistas que conseguiram ganhar dez vezes um campeonato mundial ou alguma prova importante em suas modalidades. É um feito enorme ainda mais para um jogador que teve idas e vindas no circuito diante das contantes lesões e era dado como carta fora do baralho por boa parte da crítica nos últimos anos.
São 81 jogos e 79 vitórias de Rafa no saibro parisiense. Únicas derrotas para Robin Soderling nas oitavas em 2009 e Novak Djokovic nas quartas em 2015 – em 2016 desistiu e deu WO na terceira fase o que não conta como derrota.
Durante três temporadas ganhou sem perder sets em 2008, 2010 e 2017. Se4 em 2008 aplicou pneu em Roger Federer na final e perdeu 41 games, fez desta vez uma campanha ainda mais perfeita em termos numéricos. Terminou perdendo apenas 35 games, cinco por partida.
Em um ano espetacular, só barrado por o também incrível Roger Federer nos primeiros três meses, Nadal se coloca quase 3 mil pontos a frente na liderança do ranking da temporada e a 2,6 mil atrás de Andy Murray que terá que defender a taça de Wimbledon em poucas semanas. O que se imaginava impossível é bem real. O retorno do espanhol ao topo. São quatro títulos em sete finais.
Aos mais supersticiosos, sempre que ganhou Roland Garros sem perder sets, Nadal foi lá e faturou Wimbledon.
O Touro volta a ser mais do que respeitado. Torna a ser temido. E não só ele. Roger Federer, que volta esta semana, também. Parece que voltamos nove, dez anos no tempo, mas não é. Nadal jogou e joga seu melhor tênis e o suíço também. Que venha Wimbledon!
Curtinhas:
Enquanto isso, Novak Djokovic retrocede e patina. Murray dá sinais de resgate após o primeiro semestre ruim, mas terá muita pressão na grama jogando como favorito.


MaisRecentes

Federer acirra disputa com Nadal



Continue Lendo

Nadal manda recado para Federer. Halep, enfim, realiza



Continue Lendo

Laver Cup faz história e dá um tapa na cara da Davis. E Bia Maia muda seu patamar no circuito



Continue Lendo