Bellucci se reencontra



A semana de Houston foi o que é a carreira de Thomaz Bellucci. Altos e baixos dentro mesmo de suas partidas. Grandes vitórias, grandes atuações mescladas com perdas de oportunidades que impactam direto na carreira.
Já nos acostumamos com isso e não devemos nos deslumbrar com uma vitória contra um top 25. Ele é capaz disso assim como é capaz de não se aproveitar de um rival com cãibras do outro lado, sacando por baixo.
O que é certo é que desde a semana da Copa Davis, Thomaz parece ter recuperado o gosto pelo tênis, aquele que admitiu não saber onde estava após a derrota do Brasil Open. Reencontrou o caminho e é trabalhar, usando sua experiência, para que esses altos sejam maiores que os baixos.
Brasil viaja ao Japão para a Copa Davis. Confronto difícil, principalmente pela expectativa grande da ida de Kei Nishikori. Vão escolher certamente um piso bem rápido. Ganhar os duelos contra o número dois deles e a dupla será a chave. Temos chances.Yoshihito Nishioka, jogador em ascensão, se lesionou e fica fora até o fim de ano.


MaisRecentes

Maior de todos no saibro, Nadal já pode almejar liderança na temporada



Continue Lendo

Rep. Tcheca seria o melhor rival do Brasil na Copa Davis



Continue Lendo

Final de semana de Monteiro



Continue Lendo