A quem atende um piso tão rápido ?



O técnico de Serena Williams, Patrick Mouratoglou, já havia informado antes do início da temporada que o piso do Australian Open estaria mais veloz este ano. Nesta terça, Fernando Verdasco meteu o pau na pista e disse que tanto ela como a bola favorecem Novak Djokovic e Andy Murray. Segundo o espanhol parece um daqueles antigos carpetes dos anos 80 que existiram até metade da carreira de Gustavo Kuerten. Novak Djokovic concordou que a superfície tem ficado mais veloz, mas não está muito ruim para ele.

Bem, quem vem ganhando, como é o caso do sérvio, difícil que fique ruim, agora será que a velocidade aumentada é diretamente favorável ao sérvio ? Não vejo dessa forma. Normalmente o torneio da casa tende dar condições para seus melhores jogadores. A garotada australiana como Nick Kyrgios, Bernard Tomic e os jovens que vêm surgindo gostam do piso mais veloz, favorece o saque e menos trocas.
O mundo do tênis também quer ver um novo título de Grand Slam de Roger Federer e um piso mais rápido lhe favorece como é o caro de Wimbledon. Dificilmente um diretor de um Slam vai dizer que o piso é favorável a determinado jogador top, ainda mais que não seja o de outro país, caso contrário estará criando um problema com os outros que tem voz bem forte no circuito.
Quem se beneficia são os sacadores. Milos Raonic, o próprio Tomas Berdych, entre outros. Ivo Karlovic hoje bateu o recorde com 75 aces em um jogo de 22/20. Em um piso com grande velocidade surgem casos como o de Stan Wawrinka, Kei Nishikori e até mesmo Marin Cilic se complicando e tendo que jogar cinco sets logo de cara. Um saque e um golpe poderoso causam mais estragos e os kamizakes causam estragos.
Curtinhas:
Primeira rodada difícil, dois sets abaixo e Rogério Dutra Silva usou sua vontade e experiência para virar e conseguir um belo resultado. Sacando bem terá suas chances contra Gilles Simon.
Thiago Monteiro fez um ótimo papel contra Jo Tsonga, pecou por perder os serviços tão cedo nos outros sets. Thomaz Bellucci mostrou total falta de ritmo e fez uma temporada na Austrália para esquecer.


MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo