Qual o problema de Nadal ?



É físico ? É mental ? O que ocorre para que Rafael Nadal não alcance as quartas em um Grand Slam há um ano e meio ou que não tenha vencido seus três últimos jogos no 5º set ou cinco dos últimos sete ?

É físico. São 30 anos de idade, vários anos no circuito, muitas lesões principalmente no joelho e uma  fração de segundo mais lento no jogo de pernas, para chegar bem apoiado para fazer o golpe. Essa diferença pode parecer milimétrica, mas é brutal no alto rendimento e no nível que os tops jogam. Essa diferença faz com que suas bolas de contra-ataque não tenham tão mais efeito que tinham, não empurrem os adversários para trás como antes e ele se torna um jogador mais vulnerável.
Neste domingo ele teve bolas do jogo, no 6 a 6 um forehand fácil e um 4 a 3 e saque, mas por dois sets tomou um baile de Lucas Pouille.
Eu acrescentaria a mudança das raquetes e cordas, mais modernas, leves e adequadas para um jogo ainda mais ofensivo. Tenistas que metem a mão na bola estão sendo beneficiados, Nadal mesmo teve que mudar seu estilo para mais agressivo para poder ganhar o US Open e Wimbledon, por exemplo, mas a evolução é constante.
O espanhol ainda é capaz de fazer coisas boas, jogou bem no US Open e se mostrou até bem rápido de pernas diante desse défict que mencionei, mas virou um top 10 comum que ganha e perde com maior frequência.
Novak Djokovic sentiu de novo e não quis comentar muito, disse que está tudo bem. Contra Kyle Edmund e os rivais mais fracos ele é superior até jogando com uma perna, mas a coisa começa a enroscar agora. Jo Tsonga vez ou outra lhe dá trabalho, saca bem e pode tirar proveito desse cotovelo avariado. O saque e o backhand do sérvio tem sofrido um pouco no pouco dele que pudemos ver até aqui. Ele deu uma aula em sua partida de oitavas, mas não foi exatamente um teste.
No feminino segue a disputa pelo número 1 bem interessante. Angelique Kerber venceu Petra Kvitova com uma regular atuação. Neste ano vem sendo uma tenista de chegada e está merecendo. Colocando pressão em Serena que precisa do título se a alemã seguir avançando.
A fase de Teliana Pereira é triste. Uma pena. Sua primeira derrota de 6/0 6/0 na carreira – diante de Carla Navarro. Isso não é normal. Sua atuação foi horrorosa. Alguma coisa está acontecendo. Ou dentro ou fora da quadra. É preciso reagrupar.


MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo