Outro baque para Roland Garros



As emoções de Roland Garros estão vindo mais fora das quadras pelas desistências do que pelos jogos em si. Dias após Roger Federer dar a primeira porrada ao não jogar o torneio, Rafael Nadal anunciou uma coletiva surpresa e anunciou que não poderia seguir no torneio por uma inflamação no tendão do punho esquerdo. Afirmou que o risco era alto de rompê-lo e que os médicos não asseguravam que poderia jogar mais cinco partidas.
E lá se foi toda aquela expectativa de um duelo semifinal contra Novak Djokovic e até mesmo de ótimos jogos do espanhol contra Dominic Thiem nas oitavas ou contra Jo Tsonga nas quartas. É um baque dos piores um torneio como o parisiense perder mais essa, seu maior campeão.
Sobre o futuro do espanhol não se sabe como ficará, uma vez que precisa descansar e temos um Wimbledon a começar em quatro semanas no piso que demora mais para se adaptar.
Sobre Roland Garros abre-se mais uma porta para Novak Djokovic. Coloca ainda mais pressão no sérvio que venceu seus primeiros jogos mostrando ansiedade acima do normal. É bom lembrar que o ano que Federer venceu o espanhol havia ficado pelo caminho diante de Robin Soderling.
E porque não abre porta para Andy Murray ? O britânico começou muito mal o torneio jogando cinco sets nas duas primeiras rodadas, mas pelo visto embalou contra Ivo Karlovic nesta sexta-feira.
O certo é que teremos tenistas como Dominic Thirm, Alexander Zverev ou Marcel Granollers com chances de fazer quartas em um Grand Slam pela primeira vez. Vai ter surpresa por aí.


MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo