Roland Garros fica eletrizante



 

Rafael Nadal ganhou Monte Carlo e Barcelona com Novak Djokovic perdendo logo na estreia no principado. O sérvio respondeu vencendo Andy Murray na final em Madri e o britânico deu o troco o derrotando na decisão em Roma. E tivemos um Nadal x Djokovic muito equilibrado com o espanhol perdendo muitas chances e jogando bem.
Só esse trio já poderia ratificar que não há um favorito claro para Roland Garros que começa no próximo domingo, dia 22. Mas ainda temos um Kei Nishikori que perdeu nos detalhes pro sérvio, fez final e semi nos dois principais torneios na Espanha. E Stan Wawrinka que não foi muito bem, mas gosta das condições de Paris e tem outra motivação quando joga os Slams.
O Aberto da França promete.
A conquista de Murray em Roma é simbólica. Tirou um peso das costas contra Djokovic no saibro, tirou peso de ainda não ter vencido no ano e ergueu sua confiança para o Slam parisiense. jogou com agressividade e foi valente nos momentos chave. Foi um leão.
Infelizmente as projeções não são nada boas para Roger Federer. Ele até cogita não disputar Paris com dores nas costas. As desistências e problemas mais sucessivos deixam algo estranho no ar do suíço. Seu foco maior é Wimbledon.


MaisRecentes

Laver Cup faz história e dá um tapa na cara da Davis. E Bia Maia muda seu patamar no circuito



Continue Lendo

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo