Vergonhoso!



 

Atitudes como as de Grigor Dimitrov deste domingo só corroboram a tese que jamais chegará perto de ser um número 1 do mundo como se pensava poucos anos atrás quando estourou.
Perder chances e deixar um 5/2 escapar é bem comum no tênis, até quebrar raquetes por frustração, mas parar um jogo decisivo a dois pontos do fim mostra o quão mimado é o búlgaro. Triste e um péssimo exemplo.
Ficar ali pelos 15, 30 do mundo é o lugar dele. Com a cabeça um pouco mais ajeitadinha volta ao top 10, mas nada além disso.
Não basta ter talento. É preciso físico, tática e mental muito forte. Diego Schwartzman, mesmo limitado e baixinho pro esporte, deu uma aula.
Curtinhas:
Brasil vice no Sul-Americano no Rio de Janeiro, perdendo pra Argentina na final. Vaga no Mundial, a Copa Davis juvenil, garantida. Temos um time forte, que não jogou bem a final, mas pode causar danos em Budapeste e meninos com bom potencial como Thiago Wild e Mateus Alves.


MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo