Alarmante!



Mais um abandono sob temperatura de 30º C cerca de 30 minutos depois de uma bela virada no primeiro set. Vamos deixar a questão chance perdida de lado, o fato de não ter mais Rafael Nadal na chave com possibilidade de avançar muito em Miami.

Problemas com o calor na Austrália, Rio de Janeiro, São Paulo e agora no Masters da Flórida. Prejudicando e muito o começo de temporada do brasileiro.
Que Thomaz tem uma perda hídrica acima do normal para atletas isso não é novidade. Desde 2011 que seu antigo preparador físico, Cassiano Costa, já revelava isso e as tentativas de se achar soluções definitivas de repositores.
Só que o problema ficou mais grave nesta temporada e vem dando dores de cabeça na equipe. Thomaz não só vem perdendo sua vitalidade em questão de 1h30min dentro de quadra sob umidade e sol forte como vem apresentando visão turva, tonturas e a habitual falta de energia. Daí o nível cai, ele encurta os pontos, faz saque e voleio e a coisa desanda.
Bellucci relatou, em entrevista ao Globoesporte.com e ao BreakpointBr que chega a perder entre 5 até 6 kg por partida, duas vezes acima do comum.
Se por um lado a chegada da temporada europeia com clima mais ameno pouco passando dos 27º C, 28º C dá um alento por melhor desempenho, a acentuação do problema gera um alarme no tenista que tem bastante a defender até Roland Garros e corre um pequeno risco de ficar fora de vaga direita na Olimpíada.
Teliana com alto risco – Com sete derrotas em oito jogos em WTAs , Teliana Pereira encara a partir de agora a pressão de defender 500 pontos até o fim de Roland Garros e também sua vaga Olímpica sem precisar pleitear a vaga oferecida ao país-sede caso o Brasil não tenha representante por vaga direta. Derrotas no piso duro a maioria normal, mas anormal suas atuações e os placares dilatados, mostrando um frágil serviço e pouco efetividade no jogo agressivo.
E Rafael Nadal desistiu de um jogo contra o 87 do mundo por problemas com o calor. Essa é inédita. Aliás, contra Djokovic na mesma Miami ele já havia sentido algo parecido, mas após quase 3 horas de partida e contra alguém que o consegue superar no físico. Sinal de alerta ligado pro espanhol.


MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo