Copo meio cheio ou meio vazio ?



A sensação que Thomaz Bellucci pode sair de Quito é de um copo meio cheio ou meio vazio ?

Pelo lado bom, começar a temporada no saibro com uma final já defendendo os pontos que tinha pela frente e ainda somando, garantindo vaga no top 30 é ótimo.
Pelo lado pra não se entusiasmar tanto e manter os pés no chão. Thomaz não ganhou de nenhum top 50 ou nenhum tenista que podemos dizer que seja de respeito. Bateu Paolo Lorenzi (59º), Pablo Carreno (68º) e Albert Montañes (114º).
Pelo lado ruim ele perdeu novamente no mesmo torneio para um jogador que tem limitações, não bate o backhand e tampouco tem golpe demolidor na direita. E perdeu basicamente dominando a partida, fazendo o certo, mas se perdendo por coisa de 5, 10 minutos no fim do segundo e início do terceiro sets que acabaram custando caro.
E que lição de Estrella dá, mais uma vez. Um tênis limitado, mas com muito coração e inteligência, lendo de maneira correta o momento para ficar mais no ponto e atrapalhar a vida do brasileiro.
Agora é Thomaz concentrar e trabalhar bastante pro Rio Open com nível bem mais alto.
Curtinhas:
João Souza, o Feijão, agarrou bom ritmo passando o quali e vencendo uma boa primeira rodada. Por pouco não bateu Feliciano Lopez em jogo similar ao de Bellucci hoje, placar curiosamente igual. Mudou os planos e vai jogar um challenger em Santo Domingo a partir desta nova semana. Tem muitos pontos a defender nas próximas duas semanas e precisa seguir a boa série.
E a ótima campanha nas duplas com Bellucci e Marcelo Demoliner vice-campeões. Está pintando uma nova dupla nacional ? Eles jogam no Rio Open e já jogaram bem no Australian Open.


MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo