Quem disse que tenista não olha a chave ?



Existe aquela máxima do tenista falar que não olha a chave, penso jogo a jogo, etc. Isso é balela, posso qualificar que 90% olha, sabe onde pode chegar e avalia as possibilidades. Quem diz o contrário tem boa chance de estar mentindo.

O mais curioso do sorteio da chave do Australian Open não foi ela em si, mas a atitude de Bernard Tomic. Ele olhou em seu celular, discutiu com o juiz que lhe pedia mais disposição em sua partida e o som captado foi nítido o tenista afirmar que Sydney só poderia somar pontos a partir da final e que subiria uma posição no ranking e que tinha uma boa chave em Melbourne. Esnobou o torneio e momentos depois desistiu alegando cansaço e que teria que fazer outro jogo no mesmo dia.
É mais uma das confusões do menino mimado. Atitudes muito longe de um bom exemplo para torcedores e quem acompanha/segue o tênis ou o esporte como um todo. Por essas e outras que o tenista com talento ímpar não consegue desabrochar, mas mesmo com todos os problemas segue ali com seu melhor ranking no top 20.
Tomic tem uma boa chave para ir pelo menos até as oitavas e até poder aprontar para cima de Andy Murray. Mas com os vídeos correndo o mundo certamente Denis Istomin, Simone Bolelli, Fabio Fognini, seus rivais e possíveis adversários seguintes, terão uma motivação extra.
Thomaz Bellucci não pode reclamar da sorte. Um convidado na estreia e dois possíveis rivais bem ganháveis na segunda fase com um cabeça de chave um bom jogador, mas que não mete medo em ninguém. O brasileiro precisa se preocupar principalmente com seu nível que foi abaixo do esperado nas duas primeiras semanas do ano. Apesar de Jordan Thompson ser uma ótima primeira rodada, vem com semi de um challenger local e com vitórias na bagegm, franco-atirador que representa perigo. Passando desse desafio o brasileiro tem tudo para atingir pela primeira vez a terceira fase em Melbourne.
Adversária acessível, mas indigesta para Teliana Pereira. Monica niculescu não tem forehand, ou melhor, tem, fatia com gosto a bola, açougueira, não bate e irrita as adversárias. A brasileira precisa ser firme no fundo e de cabeça. Sua segunda rodada contra Andrea Petkovic é uma tarefa duríssima.
Serena Williams costuma dar mais atenção e foco aos Grand Slams. A falta de ritmo pode pesar e a primeira rodada é perigosa assim como suas rivais de oitavas e quartas com Wozniacki e Sharapova, mas não vejo ela sendo eliminado cedo salve o problema no joelho seja realmente sério. A americana não costuma ser das mais transparentes com a mídia e público.
Novak Djokovic franco favorito. Não vejo muito perigo em sua chave. Kei Nishikori é o que poderia complicar mais, mas sua fase é ruim então creio que será uma decepção. Na semi aí sim um duelo e tanto contra Roger Federer. No outro lado vejo uma semi Nadal x Murray, mas de olho em Stan Wawrinka e Milos Raonic que podem fazer um pega pra capar nas oitavas de final.
É bom lembrar, apesar da má fase de Fernando Verdasco ele costuma enrolar para Rafa. A primeira rodada do espanhol é dura e depois amolece.


MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo