Pimenta no ATP Finals



Depois de um começo de torneio ruim, lembrando a edição passada e um possível domínio de Novak Djokovic, as atuações de Rafael Nadal e Roger Federer e os bastidores agitaram o ATP World Finals, torneio com os oito melhores do mundo.

A vontade mostrada por Rafael Nadal e o nível melhor de tênis o credenciam a chegar pelo menos na semifinal da competição e um bom teste vai rolar nesta quarta-feira contra o confiante Andy Murray.
Roger Federer x Novak Djokovic não esteve perto de ser um jogaço. Foi uma boa partida, com bonitas jogadas e excelente nível do suíço na variação e no fundo, mas uma pitada de afobamento do sérvio que errou bastante, principalmente na segunda etapa.
Chegou ao fim uma série de 23 vitórias seguidas no circuito, 16 no torneio e 38 no piso duro e coberto de Djokovic e deu não só a crença no suíço em poder conquistar o título, mas também aos adversários quando enfrentarem o número 1 do mundo.
O que mais pegou desta partida foi a troca de farpas via coletiva de imprensa. Djokovic afirmou que com seus erros basicamente “deu a vitória” pro suíço que respondeu questionando e afirmando que o crédito era dele. Um detalhe bobo, mas que reforçou minha impressão que Federer chegou um pouco mau-humorado no torneio desde o dia do sorteio – talvez pelas derrotas cedo nos útimos Masters em Xangai e Paris ou algum outro problema pessoal. Federer foi questionado porque se sentou no banco de Djokovic que estava discrimidado pela toalha do evento que é estilizada com o nome do jogador. Ele respondeu que toalha é pra tomar banho e não pra definir o lugar de se sentar. Disse ainda que no protocolo dos torneios quem entra primeiro em quadra define onde vai se sentar. Típica pergunta que quando com bom-humor viria outra piada, mas não foi o caso.
Cenários para vaga na semi:
Como é um torneio de grupos, é preciso fazer os cálculos e cenários na chegada da última rodada que acontece na quinta-feira.
Federer já está classificado. Djokovic, Nishikori e Berdych brigam pela última vaga.
– Não importa o placar, se Federer vencer Nishikori e Djokovic bater Berdych, Federer em 1º e Djokovic em 2º;
– Não importa o placar, se Federer perder para Nishikori e Djokovic bater Berdych, Federer em 1º e Djokovic em 2º;
– Não importa o placar, se Berdych derrotar Djokovic e Nishikori bater Federer, Nishikori vence o grupo e Federer fica em 2º;
– Se Berdych vencer Djokovic em dois sets e Federer bater Nishikori em dois sets, Federer fica em 1º e Berdych em 2º;
– Se Berdych bater Djokovic em dois sets e Federer bater Nishikori em três sets, Federer em 1º e Berdych em 2º
– Se Berdych bater Djokovic em três sets e Federer bater Nishikori em dois sets, Federer em 1º e Djokovic em 2º;
– Se Berdych bater Djokovic em três sets e Federer em três sets, Federer fica em 1º e Djokovic em 2º


MaisRecentes

Zverev é mais que uma realidade. Federer deveria jogar Cincinnati ?



Continue Lendo

Qual o limite de Roger Federer ?



Continue Lendo

Cilic e a missão (quase) impossível contra Federer



Continue Lendo