Brasil x Croácia. Pedreira, mas ganhável!



Saiu o sorteio dos jogos dos playoffs do Grupo Mundial. Brasil recebe a Croácia em setembro para se manter na elite. Como já era esperado, uma pedreira, mas  que poderia ser bem pior.

O time croata não conta com a presença de Ivo Karlovic desde abril de 2012 e imagino que seria difícil que saísse dos Estados Unidos após o US Open para tal. Jogando aqui e no saibro – não seria ideal escolher qualquer outro tipo de piso – os croatas têm um time homogêneo que pode vir com Marin Cilic e Borna Coric como jogadores de simples com Ivan Dodig e Marin Draganja para as duplas.
Nenhum dos croatas é uma sumidade no saibro. Pelo contrário. Mas Cilic não é cego. Fico em dúvida se Dodig viria. Ele já foi convidado algumas vezes para jogar os ATPs no Brasil e nunca compareceu, não gosta da superfície, apesar de ter ganho Roland Garros com Melo.
O time que a Croácia levou para a primeira rodada este ano foi uma equipe bem tranquila de se bater (Coric, Delic, Skugor e Draganja). Mas para esse confronto e para o começo de 2016 há o interesse dos atletas em estarem aptos para disputar a Olimpíada do Rio-2016, então imagino que pelo menos Marin compareça.
Sobre as condições de jogo. Não fossem os recorrentes problemas com o calor de Thomaz Bellucci, o ideal seria fritar os croatas num lugar bem quente ao nível do mar, mas perdemos Bellucci. Então um local mais fresco e com uma pequena altitude seria o ideal. Voltar a jogar num Ibirapuera com quadra coberta daria um pouco de facilidade aos croatas.
Restam dois meses para o duelo, a CBT terá que correr para anunciar o local já nas próximas semanas. E vamos torcer para que nosso número dois de simples volte a ficar em um bom nível. A fase de João Souza, o Feijão, não é das melhores. Precisamos dele para este confronto principalmente após as incríveis exibições na Argentina. Sempre é bom para tirar um pouco a pressão de Bellucci.


MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo