Wawrinkazo II. Cometeu o crime de novo



Stan Wawrinka alcançou, neste domingo, sua 2ª vitória em 19 partidas contra tenistas Nº 1 do ranking. Sabe quando foi a 1ª ? Final da Austrália em 2014.

Depois de impedir que Rafael Nadal se tornasse o 1º desde Rod Laver a ganhar ao menos duas vezes cada Grand Slam no ano passado, o suíço foi letal e cometeu o crime de novo ao impedir que Novak Djokovic vencesse pela primeira vez Roland Garros e se tornasse o oitavo homem a ganhar o Career Grand Slam. O Wawrinkazo ganhou um novo capítulo.
Na verdade poucos imaginavam que o suíço pudesse parar a confiança do sérvio que vinha de 28 vitórias seguidas e vitória contundente sobre Rafael Nadal. Mas assim como na Austrália, Wawrinka vinha jogando um grande tênis o torneio todo, avançando sem alarde, de mansinho e com um atenuante, já tinha um Slam na bagagem. Djokovic pagou por certo nervosismo, braço um pouco travado e um Wawrinka soberto dando tiros, winners e aces parar todos os lados e sendo mais forte mentalmente nos momentos chave.
Para quem pensa que Djokovic perdeu uma chance de ouro de vencer Roland Garros. Sim, perdeu. Mas voltará com grandes chances ano que vem também. Repito que a tendência é que Nadal não seja o mesmo de antes, mas acredito que chegará melhor que este ano.
Alguns dados sobre a conquista de Wawrinka:
– 3º mais velho a vencer Roland Garros com 30 anos e 71 dias (mais velho é Andres Gimeno com 34 anos e 306 dias). Mais velho desde o equatoriano Andres Gomez (1990) a vencer o torneio.
– 11º homem acima de 30 anos na Era Aberta a vencer um Grand Slam e mais velho desde Federer em Wimbledon 2012 a vencer um Major.
– 30º homem a conquistar ao menos dois Grand Slams.
– Voltará ao top 4 nesta segunda-feira


MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo