Denúncias contra a CBT e o silêncio dos atletas



A cada mês surgem denúncias de todo o lado contra a Confederação Brasileira de Tênis. Primeiro foi sobre os títulos de capitalização http://josecruz.blogosfera.uol.com.br/2014/11/o-esporte-a-servico-da-lavagem-de-dinheiro/ e agora a denúncia da ex-contadora da Confederação Brasileira de Tênis, Kátia Muller, para a ESPN, acusando e mostrando documentos que Jorge Lacerda, presidente da CBT, pagava contas pessoais com verba da entidade, inclusive financiamento de seu apartamento.

A reportagem com os documentos está aqui http://esporte.uol.com.br/tenis/ultimas-noticias/2014/12/12/documento-prova-presidente-da-cbt-usou-dinheiro-publico-com-conta-pessoal.htm e a reprodução da ESPN segue aqui http://tenisnews.band.uol.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=65797

A CBT negou as acusações em comunicado – http://tenisnews.band.uol.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=65799

Não cabe a mim julgar Jorge Lacerda e a CBT até que sejam concluídas investigações baseadas nas defesas oferecidas. Mas sim constatar que as denúncias só aumentam a cada mês e por motivos diferentes.

A CBT, que foi alvo de boicote por parte dos jogadores em 2004 para derrubar o então presidente Nelson Nastás, por enquanto ainda está de certo modo “protegida” quanto a uma possível rebelião ou ato similar ao da década passada. Os atletas não põe a boca no trombone ou reclamam por um simples motivo. Os Correios, patrocinador máster da CBT, realiza contrato com os atletas, estampando a logo do mesmo na camisa dos mesmos. Ou bem ou mal é um “cala a boca” para o jogador, afinal, qualquer verba que entre é importante para o tenista que sofre bastante com questões de patrocínio para viajar o mundo todo. Some aí, alguns ex-atletas e técnicos que também tem patrocínios dos Correios ou parceria com a CBT e que teriam muito mais voz até dos jogadores que aí estão participando do circuito.

É aquele negócio. Enquanto estão “me apoiando $$$”, tá tudo bem, fico na minha, não é ? Não cabe agora discutir os ganhos e avanços que o tênis vem tendo (ou vinha tendo) neste post. Isso é tema para outra coluna, mas se de fato for comprovado que se fez coisa errada, é preciso pagar.

Vamos aguardar os próximos capítulos e seguir de olho. Os problemas só estão aumentando. Uma pena.



MaisRecentes

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo