Implacável!



Papai Djokovic jogou uma semana, em que estava bastante pressionado pela disputa pelo Nº 1, inspiradíssimo e foi implacável para levantar seu terceiro título em Paris.

Em seu primeiro torneio indoor no ano ele acabou com Andy Murray, Kei Nishikori e agora Milos Raonic na final jogando bem em todos os aspectos, desde a devolução, na regularidade, firmeza e consistência no fundo e até mesmo na rede.
Pelos cálculos agora restam apenas duas vitórias para que ele se consagre pelo 3º ano como número 1 do ranking, mas é leviano apontar que o sérvio só almeja isso, ele mostrou estar motivado e disposto a muito mais, a levantar mais um caneco em Londres. Mas a disputa promete ser boa com Roger Federer que igual chegará descansado e entusiasmado com sua boa fase.
Ainda resta uma semana para o Finals, importante para que os jogadores descansem e cheguem em suas melhores condições para o Grand Finale de torneios da ATP, mas pelo nível de jogo, Federer e djokovic estão um passo a frente dos demais em termos de favoritismo.
Kei Nishikori, Marin Cilic e Milos Raonic foram a nova geração que cada vez mais se consolida no circuito. Os três estreiam no torneio. Stan Wawrinka fez um ano irregular e não vem em suas melhores fases. Andy Murray e Tomas Berdych são mais calejados na competição e, sem o favoritismo alto, podem surpreender. As cartas estão na mesa e o sorteio acontece nesta segunda-feira.


  • Marco

    Obs: Djokovic não perdeu nenhum set, passando por adversários do top 20 pra frente.

MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo