Federer, Bruno Soares e Marcelo Melo premiados



Maior vencedor da temporada com 57 triunfos em 67 jogos, títulos no Masters 1000 de Cincinnati, ATP 500 de Dubai, ATP 250 de Halle, na Alemanha, além de finais em Wimbledon , Masters de Indian Wells e Toronto, Roger Federer foi premiado por seu bom desempenho, regularidade e recuperação de um ano anterior não tão bom ao se garantir como o segundo melhor da temporada.
Sim, os vários problemas de Rafael Nadal com lesão no punho direito e agora a apendicite ajudam , mas o suíço não tem nada a ver com isso, passará a tal colocação com méritos.
A estreia de Roger não foi a dos sonhos. Pelo contrário. Jogou mal, parecia pressionado, sem ritmo, errando bolas e voleios que não está acostumado. Além disso pegou um adversário inspirado do outro lado, o argentino Leonardo Mayer fazendo o jogo de sua vida, sacando bem, agressivo. Foi o melhor jogador em quadra, mas lhe faltou experiência, calma nos momentos chave para consolidar essa superioridade no placar. Tocou o coração vê-lo caindo em lágrimas após perder desperdiçando cinco match-points, a maioria com escolhas erradas e jogadas precipitadas. Coisas do tênis, um esporte que é muito mais mental do que qualquer outro. Resta saber se o hermano utilizará a experiência para dar uma guinada na carreira ou vai canalizar pelo lado negativo.
De fato eu diria que Federer não teve grandes méritos para a vida. Conseguiu a virada muito mais pelas bobeadas do rival do que grandes jogadas suas, mas o suíço não entregou, fez o adversário jogar e saiu vencedor mais pela camisa e história que possui no tênis. Ele sabe que se mantiver tais atuações não irá muito longe na semana.
Pelo lado de Nadal a falta de ritmo está pesando. Semana passada teve um jogo na mão contra Martin Klizan e agora um segundo set com as cartas certas na mesa para tentar a virada, mas falhou. É a tal falta de confiança que um tempo parado pode afetar um jogador. Só acho preocupante que esteja se arriscando a jogar mesmo com um princípio de apendicite. De maneira alguma ele ficar de fora, cair no ranking e também deixar um poupudo cheque de bônus a que os tops têm direito no fim de ano por atuarem em todos os Masters 1000. Uma cirurgia agora seriam mais duas semanas sem treinos, a recuperação e muito provavelmente seria o fim de ano decretado.
Prêmio também para o brasileiro Bruno Soares. Faz mais uma vez uma belíssima temporada, também com bastante regularidade e a terceira colocação do ano, e se garantiu, nesta quarta, no ATP World Finals pela segunda vez seguida. Merece e muito o brasileiro e seu parceiro Alexander Peya.
Agora é a torcida por Marcelo Melo na busca pela classificação com o croata Ivan Dodig. Ocupam o sétimo posto e terão que remar com bons resultados por mais uma semanas já que a oitava vaga deve ficar com uma dupla campeã de Slam e fora do top 8. Mas Melo alcança a terceira colocação, esta semana, no ranking individual de duplas na ATP igualando o feito de Soares com o maior ranking de um duplista brasileiro e tendo jogado dois Grand Slams sem seu parceiro habitual. Um feito enorme para o tênis brasileiro que merece ser aplaudido de pé. Marcelo mostra toda sua evolução e versatilidade, pode jogar bem com mais de um parceiro.


  • Antonildo S Costa

    Os brasileiros estão muito orgulhosos de nossos duplistas tops, Bruno já conseguiu assegurar a vaga pro FINALS, agora fica a torcida para que o Marcelo também consiga assegurar a sua. Falando um pouco sobre o Suíço número 2 da temporada, jogou muito ruim hoje, se jogar assim amanhã não passará pelo espanhol, espero que Roger consiga recuperar o ritmo e volte a dar espetáculo, estou bastante ansioso pelo provável confronto na semi diante do Sérvio, GO FEDERER!

  • Gustavo M.

    Fabrizio, o nadal não disputou todos os masters do ano. Ficou de fora de Toronto e cincinnati. O bônus nao seria uma razão, portanto.

MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo