Pintou o favorito para o Aberto da França ? Título em Paris dará o Nº 1 ao sérvio



Novak Djokovic derrotou Rafael Nadal na final do Masters 1000 de Roma jogando um tênis de altíssimo nível no segundo e terceiro sets. Pra mim, sem dúvida alguma, pintou o favorito para Roland Garros. E para você, caro leitor ?

A temporada de saibro, que terá seu desfecho com Paris, vem chegando ao fim e deixou muitas dúvidas no ar até o último segundo. Djokovic se machucou, não jogou um dos Masters, Nadal cambaleou, foi pior do que todos imaginavam, Stanislas Wawrinka começou bem e, lesionado, caiu de produção. Roger Federer teve filhos e perdeu um pouco ritmo para Roma. Nomes como Nishikori, Dimitrov e Raonic apareceram bem, mas só por um ou outro torneio. Ferrer começou bem, mas poderia ter ido além e improváveis Giraldo e Bautista Agut tiraram uma casquinha.

Eis que aqueles cotados como favoritos ao início do ano, mesmo com as pedras no caminho, chegaram na decisão e protagonizaram um grande tênis. O número dois do mundo mostrou superioridade que só dá confiança para conquistar o único Grand Slam que lhe falta, mas ao mesmo tempo aumenta a pressão, a responsabilidade e o foco da mídia. Pesa a favor o fato de Djokovic já ter passado por essa situação três vezes, em 2011, 2012 e 2013. E para Nadal, por incrível que pareça, perder essa final minimiza sua responsabilidade, algo que ele carregou durante toda a série no piso lento e acusou.

Aaaaa, e aquela tendência de zebras e renovação no circuito ? Improvável que aconteça, salve alguma lesão. Nadal está mais aberto a derrotas em Paris ? Sim, mas como vimos na Itália, mesmo jogando mal e com 500 mil horas em quadra, venceu.

Ranking – Nadal terá 12500 pontos contra 11850 de Djokovic nesta segunda-feira. A matemática é simples. Se Djokovic for o campeão em cima de Nadal, leva o número 1. Excelente para ele não ? Levar o único Major que não tem e recuperar a liderança.

Vamos seguir com os cálculos. O espanhol defende 2000 pontos contra 720 do sérvio. Se Nadal perder na semi, cairia para 11220 e Djokovic necessitaria no mínimo das oitavas de final, ficando assim com 11310. Caso Nadal seja vice, o sérvio necessitaria de semifinal (11700 de Nadal e 11850 de Djoko). A situação do espanhol é um tanto difícil, mas se for campeão em cima do tenista de Belgrado, ele permanece no topo com 12500 contra 12330. A briga pode ser interessante em Paris.



  • Dennys

    Estamos presenciado o declínio das estatísticas favoráveis a Nadal, seja no saibro, seja no piso duro. Nadal não é mais o mesmo, acostumem-se. Ele é o Federer de 2012. O jogo de hoje só não termino mais rápido porque Djokovic errou muito. A bola de Nadal é lenta, assim como seus passos. Em Roland Garros qualquer pode tirá-lo, basta perder o medo. Roland Garros 2014 vai ser de Djokovic ou de qualquer outro exceto Nadal.

  • Paulo Roberto Fernandes de Oliveira

    A vitória do Nole hoje confirma o que já se sabe há muito tempo: o sérvio é muito mais jogador que o espanhol, em qualquer piso. Não há o que contestar. Dois mais dois será sempre quatro e ponto final.
    Em que pese serem dois grandes competidores, Nadal fica diminuído, amedrontado, sem saída jogando contra o Djoko. Suas principais armas que são o vigor físico, o mental e as famosíssimas bolas altas no backhand adversário, que funcionam tão bem contra outros oponentes, não fazem nem cosquinha contra Nole. Ele tira de letra esse joguinho sob medida para o seu arsenal afiado, que, como disse o Dácio Campos, é de primeira a ponto do sérvio parecer jogar com “duas direitas”.
    O lado psicológico também vem pesando muito para o Nadal quando enfrenta o Djoko, que tem o mesmo efeito sobre o “touro” do que ele tem sobre o Federer. Se borram!
    Não sei quem vencerá RG, mas, sem dúvida, hoje apostaria as minhas fichas no sérvio, se algo de anormal não acontecer com ele durante o torneio e se a soberba não tomar contar do seu jogo, que rende muito quando ele se mantém concentrado e sem viajar na maionese.

  • marco

    as vezes acho q vc demora mto p/ liberar os coments

  • Fabio Delucca

    Vou dar um pitaco, o tenis costuma contrariar tendências, por isso mesmo Djokovic apesar de estar jogando melhor não vencerá Nadal em RG, ainda, não sei torço pra ele mas tá com cara de mais uma daquelas superações épicas do Nadal, é quando ele esta por baixo que mais joga, mas , contudo, todavia.. provavelmente Djoko leva Wimbledon e com certeza volta a ser nº1 ainda esse semestre..

  • paidobarbiroto

    heheheh é isso que gosto no esporte, nunca nada está pré determinado, se ontem falavam que esse era o melhor amanhã tudo muda, imagina Dimitrov, ontem foi dormir com a pulga atrás da orelha “puxa acho que não dá para mim contra Nadal” hoje ele deve pensar “puxa, Nadal foi derrotado por um jogador que dei uma aula em Madrid ano passado, então eu tmb posso” heheh

  • Wanda Ribeiro

    Sou fã do Nadal, mas, já há algum tempo que venho dizendo que el não ganhará em Roland Garros. Só resta um.

  • Neto

    Essa final foi muito abaixo daquela de 2011. Ambos estão longe de seus melhores tênis. O sérvio é mais compreensível, já que estava parado e jogou o torneio fora do melhor ritmo. Mas o espanhol vem jogando abaixo por toda a temporada de saibro, conquistando um único título e com um pouco de sorte, por conta da lesão do Nishikori.
    Acredito que ambos ainda são favoritos, Djoko talvez um pouco mais dessa vez. Mas Wawrinka, Nishikori, por exemplo, podem tirar uma casquinha.
    Gostei mesmo foi da atuação do Raonic, perdeu por muito pouco na semi, jogou muito bem, mesmo num piso que não ajuda em nada o estilo do grandão canadense.

  • Willian

    Meus caros amigos, a superioridade técnica de Djokovic no jogo de hoje foi incontestável !! Nadal teria que criar outras soluções, que não apenas os balões com super mega top spin, para anular o potente e preciso backhand de Nole caso quisesse derrota-lo em Paris. Não vejo como isso ocorrer em tão curto prazo.
    Considerando-se todo o foco que o sérvio vem demonstrando, a confiança nos jogos contra Nadal (4 vitórias consecutivas em finais), e as motivações extras como recuperação do posto de nº 1 do ranking e ainda o título inédito em Roland Garros, acho que ele apresenta pequeno favoritismo ao título.
    Digo pequeno porque há outros tenistas jogando em muito bom nível. Não nos esqueçamos, por exemplo, de Stanislas Wawrinka que fez jogos duríssimos e derrotou Nole na última oportunidade. Entrar de “salto alto” contra Federer é suicídio; não se pode subestima-lo!
    Além disso temos David Ferrer, Raonic e Nishikori que estão muito bem no saibro. Esses últimos eu acredito que serão as próximas grandes forças do tênis.

  • André Sato

    RG é outra história, é uma quadra mais lenta um saibro do jeito que o Nadal gosta. Vai precisar jogar em altíssimo nível pra ganhar do touro na França

  • Rodrigo

    Foi uma surra… 46 winners a 15. Sem apelação. Em vários momentos Nadal só devolvia as bolas e nada mais.

  • Marcia Bastos

    Acho que vai ser aquele mesmice de sempre. Um fardo que está virando o tênis atual. Balão pra todo lado, esperando que o adversário erre. Infelizmente por mais uns …5 ou 6 anos. Até que os balões não surtam tanto efeito, vamos ter engolir este tênis maldito, sem nenhuma plastica, focado apenas em físico e mental…Nada de plastica e técnica…Uma pena!

  • daniel de souza

    para mim, Roger Federer continua sempre um dos favoritos e pode perfeitamente ter sua família como grande motivadora!

  • Antonildo S Costa

    Acredito que Djokovic e Nadal são os favoritos para conquistar o grand slam francês. Depois de assistir a final do máster italiano, vejo o sérvio um pouco a frente do espanhol. O natural de Belgrado terá uma grande oportunidade de retornar à liderança do ranking!!

  • Acho que Roland Garros está sem favoritos. Qualquer um pode vencer. Claro, Djoko e Nadal são grandes nomes. Mas acho que vai dar zebra.

  • Telles

    Fabrizio,

    Como já disse em outra ocasião, sempre acho os seus posts bem ponderados. Dessa vez, tenho que discordar e seguir a linha de Chris Chase, do portal “Usa Today Sports”, para quem:

    “As long as he’s healthy, Rafael Nadal will always be the favorite at Roland Garros — not a co-favorite, not a contender, but the favorite. In other years”. (Chris Chase – Usa Today Sports, May 19)

    http://ftw.usatoday.com/2014/05/rafael-nadal-french-open-favorite-novak-djokovic

  • Marisa

    Rafael Nadal vem perdendo algumas partidas, Nole está muito consistente,qdo os dois jogam é só na pancada, eles não tem os mesmos recursos que tem um Federer.Nole já que levou Roma, e não se esqueça que tem Federer na jogada, que qdo quer não tem p ele, tem 17 nas costas….Murrey…..por último.

MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo