Coração de Guerreiro



Rafael Nadal está jogando mal, lento de pernas, com dificuldades de chegar para fazer os golpes adequadamente, com firmeza, e assim cometendo erros acima do normal. Seu nível está bem mais abaixo do que apresentou em Madri tirando o jogo decisivo.

Critico Nadal pelo nível técnico que vem apresentando pois ele pode e já apresentou muito mais, inclusive este ano. Agora seria uma heresia de minha parte e de todo mundo dizer que lhe falta vontade. Que coração esse cidadão tem, que força mental para buscar jogos como os de hoje.

O rapaz de Manacor não é ídolo à toa. É um exemplo.

Nadal fez muito em chegar a esta semifinal em Roma. Poderia ter ido embora ontem (se fosse um outro jogador qualquer), deveria ter ido hoje e a tendência é que chegue com uma boa desvantagem física neste sábado. Mas não se pode duvidar pois esse coração é capaz de coisas inacreditáveis. Já vimos antes o espanhol sair de água para o vinho de um dia para o outro, vitórias assim dão confiança. Os adversários sabem…

Curtinhas:

Não vejo Djokovic jogando um tênis esplêndido, mas se torna favorito a este título pelo cenário que se desenha. Nadal camabaleando, jogando curto, com erros e os outros dois adversários menos experientes. Raonic por exemplo, vejo ser muito duro de movimentação para poder vencer o sérvio. Seu saque nesse piso causa menor dano.

No feminino Serena vem mostrando que quando quer e está bem fisicamente atropela. Veremos amanhã com a confiante Ivanovic.



MaisRecentes

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo