Confiança abalada



Em Monte Carlo pode ter sido um acidente de percuso, um dia ruim, partida mal jogada e derrota para um rival que é muito bom no saibro – David Ferrer. Em Barcelona os sintomas aumentaram para Rafael Nadal.

Após um belo primeiro set, dominando as ações e firme nos games de saque, chances foram desperdiçadas e mesmo atuando bem, a vitória escapou. Aqueles pontinhos decisivos como um 15/40 para devolver a quebra no game decisivo não vieram para ele. E uma derrota para mais um freguês, Nicolas Almagro, que nunca o havia vencido em qualquer tipo de superfície.

A confiança do número 1 está siginificativamente abalada. As dúvidas, que tinha poucas nessa superfície, basicamente contra Djokovic, se ampliaram, e os adversários estão vendo e tendem a se agigantar para cima de quem ainda é Rei, mas pode estar perdendo sua majestade.

Nadal deu uma declaração interessante após a derrota: “O melhor é que, depois de dez anos, não dirão que eu sou favorito a Roland Garros. Pra mim, nada muda”.

De fato o que mais interessa é Roland Garros e não chegar como o mais cotado de forma disparada, pode até fazer bem para ele durante o torneio. Mas confio que parte dessas derrotas estão assiocadas a pressão que o espanhol tem por defender a liderança do ranking. Ele já disse, em Miami, que cada vitória era importante na briga pelo topo. E Nadal agora perderá terreno, com apenas 1860 pontos de vantagem para Djokovic podendo deixar o Nº 1 após Madri caso o sérvio conquiste o título e ele caía na estreia ou nas oitavas de final.

Vai ser muito interessante a partir de agora notar a capacidade de recuperação de Nadal que nunca começou “tão mal” (entre aspas mesmo!) uma temporada na terra e também a possibilidade de Djokovic virar o número 1 e ter talevz sua maior chance de vencer o Aberto da França, vindo de um problema físico. A competitividade no saibro só aumenta e faz os demais acreditarem. Afinal, Wawrinka, Federer e Ferrer mostraram que podem chegar.



  • Antonildo S Costa

    Concordo com vc Fabrizio, e digo mais não irei me surpreender se no final do ano o Nadal terminar em 3º OU 4º DO RANKING. Com apenas 27 anos, ele parece está mais cansado que o Federer que vem jogando mais partidas(incluindo copa davis que é jogada em melhor de cinco set), não tá fácil pro touro miura!!!

  • Maurício Luís

    Ótima análise, pouca coisa há que se acrescentar. Nadal, em pouco tempo, está passando de número 1 inconteste para número 1 “por enquanto”.
    A continuar assim, perdendo pra fregueses de caderneta, vai ver seu ranking despencar, como um avião em parafuso.
    Porém, se acaso vier a ganhar Roland Garros, tudo ficará pra trás, como se fosse um sonho mau.

  • acabou a era Nadal

  • carlos

    Sempre leio seu blog. Sou torcedor do Nadal, mas ultimamente está difícil para ele. Sera que se recupera em RG?

    • Fabrizio Gallas

      Ainda há tempo, mas os outros passam a acreditar mais. Ele passa pelo mesmo que Federer começou a passar em 2008…

  • O Touro se tornando um Bezerrinho, será que tá faltando Leite??
    O tênis anda muito competitivo, e a tendência natural das coisas é de surgirem novos talentos incomodando os grandes. Dessa vez Roland Garros será mais disputado. Abre-se uma janela p/ Novak e demais. Agora e aguardar p/ ver.

  • Defildis

    Só vi o jogo dele contra o Wavrinka e contra o Djoko, não vi as outras derrotas, o que pude observar nos jogos que vi, é que nenhum de seus adversários pegaram suas bolas de topspin no início da subida, em decorrência a bola volta mais rápida ao seu campo, não dando muito tempo pra ele arrumar os seus golpes, levando a cometer muitos erros não forçados, se os outros fizeram isso, jogando na linha de base, pode ser que tenha descoberto a forma mais eficaz de derrotá-lo.

  • roberto fernandes

    Para mim Nadal é e sempre será um Touro, um Fenomeno.Um Senna da vida, um Ronaldo,um Guga porque não? Acompanho o tênis a 40 anos Quem nunca teve maus momentos nas quadras, ainda mais atualmente que o tênis força prevalece e o desgaste físico excessivo é inevitável? O cara dá porrada ( e como dá)a mais de 10 anos todas as semanas o ano inteiro.Calma aí gente

MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo