O migué de Djokovic



As imagens são claras. Djokovic invadiu a quadra de Andy Murray para matar o ponto, foi ansioso, errou e o árbitro não viu, analisou que ele tinha feito o contato com a bola ainda sobre a rede. O sérvio foi à rede, conversou com Murray como avaliando que realmente havia feito algo errado e depois da decisão do juiz explicada ao escocês deu um sorriso amarelo e seguiu o jogo.

É fácil um tenista ser cavalheiro em uma situação de 1/1, 2/2 ou liderando 3/0, 4/0 dando pontos ao adversário que o árbitro toma para você. Agora, como vimos, o cenário muda em um jogo com um rival encardido e numa situação no fim do set com 6/5.

“Vou ser totalmente honesto com vocês. Eu invadi mas não encostei na rede com minha raquete e disse isso ao Andy. Agi mal. Pensei que fosse permitido ultrapassar a rede sem tocá-la. Por isso achei que havia ganhado o ponto,” disse o sérvio em coletiva de imprensa.

A regra é clara. Não se pode invadir a quadra do adversário ao menos que a bola tenha batido na sua antes e pelo efeito voltado a do oponente. Não adianta se desculpar e dizer que não sabia da regra. Djokovic já venceu mais de 500 partidas em 700 oficiais disputadas, ele bem sabe como funciona essa regra que não é nada nova. De fato ele deu um migué. Não foi cavalheiro.

Obviamente que um ponto não define o jogo e o fato não foi um 30/40 ou 40/40. E a derrota de Murray não se deu por aquela situação. Mas ela só mostrou que o momento atual de Murray é instável. Ele vinha bem na partida e perdeu totalmente o controle emocional. Não adianta culpar apenas aquele ponto.

Sobre a derrota de Federer – Perdeu uma boa chance no 2º set. Faltou saque durante todo o jogo. Mas créditos enormes para Kei Nishikori que devolveu muito bem e pressionou o suíço. Está confiante e Djokovic precisa abrir o olho.



  • Telles

    Fabrizio,

    Melhor análise sobre a “invasão” de Nole. Aliás, o jornal sérvio Blic deu a seguinte manchete após a partida: “Djokovic invade as semifinais!”. Bem apropriado, não?
    O que me surpreende (negativamente, claro) é o fato de um jogador como Djokovic afirmar que não conhecia a regra.
    abs

    • Fabrizio Gallas

      Telles,

      A afirmação dele só me reforço o título do post

      • Telles

        Sim. claro.

      • Carlos Luiz

        Concordo com tudo que foi dito, mas no jogo contra o Robredo, ele foi honesto e deu o ponto para o adversário, mesmo depois do erro arbitro.

        • Telles

          Pois é, Wanda. Acho tudo nele, Djokovic, muito forçado e falso.
          Mas, enfim… respeito (e tudo mais), pra mim, só existe mesmo entre os GOAT: Nadal e Federer.

    • Wanda Ribeiro

      Concordo plenamente com você, Telles. Temos muitos exemplos de bom caráter no tênis, mas, com certeza, o tenista em questão não é um deles.

      • Telles

        Pois é, Wanda. Acho tudo nele, Djokovic, muito forçado e falso. Mas, enfim… respeito (e tudo mais), pra mim, só existe mesmo entre os GOAT: Nadal e Federer.

    • Andre G10vani

      Cara, talvez não sabia mesmo, pois o comentarista da Sportv, Dácio Campos, também não sabia. A Maria Ester Bueno, disse na hora q a jogada era ilegal. Eu acho que muita gente ficou na dúvida. O que mais me espantou foi o árbitro da partida não saber. Isso sim foi o mais grave. O Dojko estava na dele. A obrigação era do árbitro e não dele.

  • Joel

    Não sei se da pra considerar essa regra tão clara assim. Assistindo ao jogo ontem deu pra perceber que muita gente não sabe ou tem dúvida sobre essa jogada, pois o próprio comentarista Dácio Campos disse com convicção que o Djokovic estava correto no lance e depois só corrigiu a informação depois de buscar a regra ou ser informado por alguém. Só a Maria Esther que também comentava o jogo acertou ao dizer que na época dela não podia invadir mesmo não tocando na rede, mas mesmo assim ela tinha dúvida se a regra tinha mudado de lá pra cá.
    O que não dá para duvidar é do cavalheirismo do Djokovic, que no dia anterior tinha dado um ponto para o adversário quando julgou certo faze-lo, mesmo com a regra ao seu lado, e quem joga ou conheçe tênis sabe que um ponto é um ponto, em qualquer situação do jogo pode fazer a diferença.

    • Fabrizio Gallas

      Joel, A regra é clara e bem conhecida sim. Ela sempre foi assim, nunca mudou.

  • A emenda ficou pior que o soneto. Deveria ele, Djokovic, ter ficado quieto.

  • Maria S. Braga

    Que feio não?!!

    Um jogador que ja foi primeiro do mundo , que hoje é ´o segundo dizer que desconhece regras …. faz-me rir.

    Aliás ele ja demonstrou não conhecer regras … em um jogo contra o Nadal se dependurou na rede , lembra -se disto ?!!!.

    A mim ele não engana …. ter fairplay em começo de jogo como aconteceu no jogo com o Robredo é uma coisa , em final de set é outra , isto não é ser MIGUÉ e ser DESONESTO !!!

  • Wando

    Ele não conhecia a regra???!!! Mau exemplo ou mau-caráter?

  • Gustavo

    Prezado Fabrício,

    Até que enfim, alguém com coragem para fazer a melhor análise. Como é possível alguém ganhar 6 GS e não saber de todas as regras, ainda mais depois daquela derrota para o GOAT Nadal em RG 2013?

    Para mim, este jogador jamais terá o nível e o respeito ( nunca teve, aliás), ao final de sua carreira, que Nadal e Federer sempre tiveram; estes sim, sempre foram exemplo de lisura esportiva.

    Abraço.

    • Telles

      Assino embaixo, Gustavo.

  • Nao foi o Djokovic a uns dias atrás, em alto e bom som, disse ser correto em quadra, e que todos os outros jogadores deviam seguir o seu exemplo, E é muito cara de pau em dizer que nao conhece as regras acho melhor ele mudar de tática porque esta nao esta colou.

  • Nao foi o Djokovic a uns dias atrás, em alto e bom som, disse ser correto em quadra, e que todos os outros jogadores deviam seguir o seu exemplo, E é muito cara de pau em dizer que nao conhece as regras acho melhor ele mudar de tática porque esta nao colou.

  • Eu já disse, naquele dia que o Roanic invadiu que se fosse o Nadal faria a mesma coisa, esses cara são competitivos ao estremo se fosse o Nadal no lugar do Djoko tinha feito a mesma coisa, nunca vi nenhum tenista admitindo que errou.

  • sandra

    Gostaria de saber d se fosse o Federer ou o Nadal iria ter tanto grito, inclusive do próprio comentarista, com certeza ficariam quietos sem saber o que fazer como ficou Djokovic

MaisRecentes

Nadal no Olimpo



Continue Lendo

O enorme coração de Del Potro



Continue Lendo

Federer, Nadal ou Zverev ? Quem é o favorito ao US Open ?



Continue Lendo