Desespero ?



O Brasil Open, disputado em São Paulo, está sem um grande patrocinador. Pelo menos nada foi divulgado nos releases enviados para a imprensa.

Nada surpreendente vide os inúmeros problemas do ano passado com quadras esbucaracas, bolas de baixa qualidade e reclamações exacerbada dos jogadores. Além disso some ao calendário ruim com agora a concorrência do Rio Open, um torneio acavalado por dois ATP 500, Dubai e Acapulco, e um Masters 1000 na Califórnia na semana seguinte.

Apesar de todos os problemas a lista da competição é boa – se ninguém desistir até lá – com Nicolas Almagro,  Tommy Haas, Juan Monaco e Thomaz Bellucci.

Mas um fato nesta segunda-feira me fez reforçar a ideia que o torneio está no desespero. A Koch Tavares emitiu um comunicado divulgando um convite oferecido para o campeão do Australian Open, Stanislas Wawrinka, agora terceiro do mundo, que cancelou sua participação no torneio em 2013. Segundo o release, o agente de Stan e o torneio irão conversar nos próximos dias sobre a possibilidade.

No tênis isso é incomum. Os organizadores escondem até o último instante, até bater o martelo, e só é divulgado um convite quando o mesmo está concretizado. No máximo confirmam ou então desconversam se algum membro da imprensa descobre por fontes. Algo justo e compreensível da parte deles visto que muitos desses pedidos de convites ou tentativas de se trazer um jogador acabam se frustrando ou pelo gosto, calendário do jogador ou também por não atingir a quantia necessária que o atleta pede – algo que deve ter aumentado bastante para o suíço a partir de hoje.

No meu entender, a divulgação dessa tentativa é um atestado que o torneio está no desespero, em busca de publicidade, de foco na mídia. Não vou dizer que discordo da atitude. Só é inédita pra mim e espero que façam o mesmo se o tenista rejeitar a oferta.

Torço para que o Brasil Open consiga trazer Stan e que seja reerguido após as falhas de 2013. Mas que o desespero bateu, ah bateu…

Curtinhas:

Se o cachê de Nadal e Federer girava não menos que US$ 1 milhão ou um pouco mais há pouco tempo atrás, quanto deve estar o do Wawrinka agora hein ? Palpites ?

O Brasil Open tem agora Paulo Pereira como diretor. Ex-árbitro e supervisor da ATP, certamente Paulo vai colocar o torneio nos trilhos. A experiência dele é vasta.



MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo