Passaram no teste!



Apesar de não estar tão úmido, o calor acima dos 40º C se mostrava como a principal barreira e Thomaz Bellucci aguentou firme, suportou o forte calor e virou diante do alemão Julian Reister. Podemos comemorar e dizer que ele passou no teste, mesmo que o rival tenha desistido antes com o jogo com menos de 2h30min de duração.

O trabalho prévio físico e a pré-temporada no Rio de Janeiro, que nessa época de dezembro não chegou nesta temperatura, mas sim na sensação términa pela umidade bem maior do que apresentada em Melbourne, parece ter surtido efeito, pelo menos inicialmente.
Bellucci voltou a vencer um jogo de Grand Slam (na chave principal) após seis derrotas seguidas, tirou aquela zica e ao mesmo tempo e agora tem um tabu a ser ultrapassado. Vencer um top 10 no piso rápido. Das oito vezes que jogou nesta superfície – inclua também os campeonatos em piso coberto – não ganhou nenhuma. São 22 jogos contra top 10, cinco vitórias e todas no saibro. Contra Tsonga, seu rival de quinta, perdeu os dois duelos que fez, mas, jogando com confiança e sem nada a perder, as chances existem.

Não dá para saber em qual nível Bellucci esteve pela falta de transmissão de TV, mas os números e palavras do mesmo indicam que ele precisa errar um pouco menos para ser efetivo contra o francês.

E Teliana Pereira fez bonito apesar de ter perdido quatro set-points na primeira etapa contra a top 30 Anastasia Pavlyuchenkova. Seu recorde ruim no piso duro e estreia em sua mais importante competição com feito histórico para o Brasil indicavam uma ansiedade acima do normal. Mas a brasileira jogou de igual pra igual contra uma rival que está lá em cima. É um sinal de que o ano pode ser muito bom para a pernambucana.

O calor tá pegando em Melbourne. Juan Del Potro, Andy Murray e Maria Sharapova reclamaram, tenistas, boleiros e parte do público desmaiou nos 42º C. Só não foi pior pois a umidade ficou baixa. O que a organização aguarda ? Que alguém sofra um ataque no local ?

Vale lembrar que até o ano passado com 35º C ou 28º de um mix de temperatura e umidade em uma escala local era ativada a política do calor suspendendo por uma hora o início dos jogos e dando mais descanso. Essa marcação agora fica a critério arbitrário dos meteorologistas e organizadores de plantão. Quando eles acharem que não dá pra jogar, eles a ativam. Ontem com 42º C não foi.

Curtinhas:

Bellucci com a campanha está indo para 490 pontos e passando João Souza, o Feijão, que vai ficando com 484. Mas Feijão joga Bucaramanga (Colômbia) o qual defende as oitavas. Ainda teremos briga pelo Nº 1 do Brasil.



MaisRecentes

Federer o franco favorito em Londres. Pouco a se tirar do Next Gen Finals



Continue Lendo

Quanto Nadal está disposto a arriscar por Londres ?



Continue Lendo

Quem é o melhor do ano ? Federer ou Nadal ?



Continue Lendo