O grande teste para Bellucci e Teliana



Thomaz Bellucci fez boa parte de sua pré-temporada no Rio de Janeiro. Passou quase um mês treinando (em vários clubes, condômínios e academias) no piso rápido e no calor úmido da capital carioca que beirava os 40º C.

Seria uma aclimatização bem interessante para enfrentar o Aberto da Austrália e que deve ser posta à prova na madrugada desta terça-feira quando a previsão é de que os termômetros beirem ou ultrapassem a temperatura acima citada.

Thomaz fez um bom papel no quali, aguentou bem e passou por jogos difíceis e ganhou um bom ritmo de jogo e confiança. Na semana passada o calor não era tão forte como o esperado para a partir de então e o duelo agora é melhor de cinco sets, o que muda bastante a figura.

Como já sabemos, o físico é a parte que mais atrapalha o brasileiro que vem fazendo um novo trabalho há alguns meses de prevenção e fortalecimento. O grande teste deve ser hoje e tomara que ele passe. O adversário é bem ganhável.

Teliana jogará na quadra 19 do Australian Open. Melhor uma quadra secundária para a brasileira tentar minimizar a ansiedade e pressão que poderia ter numa das quadras principais. Entrar solta, como disse em um bate-papo com o blogueiro que vos fala, é o ideal. E jogar regular e fundo. Esquecer que está estreando em um Grand Slam e quebrando um jejum acima dos 20 anos sem brazucas em um torneio desse porte.

O destaque desse primeiro dia foi a roupa estranha de Tomas Berdych. Uns dizem que imitou os Bananas de Pijamas, nossos amigos hermanos acreditam que copiou a Seleção Argentina ou o time do Racing. O que é certo é que o modelito é bem estranho, poderia dizer. O mais engraçado foi seu compatriota Radek Stepanek tirando sarro no twitter. Logo quem…

Curtinhas:

Kvitova deu adeus ao torneio. Uma pena, dava mostras, antes do evento, que seria candidata. Serena venceu com conforto e se aproximou do duelo esperado com a embalada Pironkova. Ivanovic passou firme. Venus mais uma vez vacilou.

Boris Becker perdeu o patrocínio da Mercedes-Benz. Dias após Novak Djokovic, seu pupilo, anunciar parceria com a Peugeot. A marca alemã não deu detalhes sobre o motivo do rompimento.



MaisRecentes

Nadal chega em Paris com sobras. Djokovic pode brigar



Continue Lendo

Nadal não será afetado por derrota em Madri. Zverev cresce, mas precisa confirmar em um Slam



Continue Lendo

Triplo 11 de Nadal ?



Continue Lendo