Federer tem ATP Finals ameaçado. Briga boa



Chega o fim de ano e o foco pós US Open é a briga pelo ATP World Finals que este ano promete ser acentuada, ainda mais agora com a abertura de uma vaga a mais por conta da desistência de Andy Murray.

Garantidos estão Rafael Nadal, Novak Djokovic e David Ferrer. Juan Martin Del Potro com mais duas vitórias estará lá dentro e mesmo que não garanta a vaga esta semana restaria algo como 400, 450 pontos. Tomas Berdych também está com certo conforto tendo que marcar cerca de 600, 700 pontos para se garantir.

Dele pra baixo a briga já está sendo ponto a ponto, partida a partida pelas três vagas restantes, eu diria. São cinco tenistas com ótimas chances. Roger Federer se complicou com a derrota desta quinta-feira para Gael Monfils. Será ultrapassado por Stanislas Wawrinka e ficará pelo menos na oitava posição do ano e corre o risco de ficar em nono caso Jo Tsonga alcance a final do torneio chinês. O nono posto é a posição limite de classificação hoje em dia e o torcedor do suíço pode respirar que esse seria o limite para ele esta semana.

O problema é que Federer já em tropeçando demais e não pode mais vacilar. Terá 3145 pontos com Richard Gasquet e Milos Raonic logo atrás com 2960 e 2770 (Tsonga tem 2830 e pode somar ainda na semana).

De Raonic pra baixo o buraco é mais profundo. Tommy Haas, John Isner, Nicolas Almagro e Fábio Fognini precisarão muito de super resultados nos últimos torneios europeus do ano. Eles correm por fora.

Segue aqui o ranking do ano com os resultados desta quinta-feira:

1 – Rafael Nadal 11490

2 – Novak Djokovic 8790

3 – Andy Murray 5790

4 – David Ferrer 4990

5 – Juan Del Potro 4000

6 – Tomas Berdych 3800

7 – Stanislas Wawrinka 3150

8 – Roger Federer 3145

9 – Richard Gasquet 2960

10 – Jo Tsonga 2830

11 – Milos Raonic 2770

12 – Tommy Haas 2265

13 – Nicolas Almagro 2110

14 – John Isner 2060

15 – Fabio Fognini 1965



MaisRecentes

Djokovic a caminho de recordes



Continue Lendo

Indomável, Djokovic agora postula ida ao Nº 1. Brasil tem por quem torcer



Continue Lendo

Del Potro pisa mais forte que Nadal no US Open. NextGen ainda não embala



Continue Lendo